Currently set to No Index
Connect with us

Esporte

Ex-esposa do jogador Dudu relata agressões e presta queixa; palmeirense nega acusação

Published

on

Ex-esposa do jogador Dudu, Mallu Ohana deu detalhes das supostas agressões cometidas pelo atacante do Palmeiras na noite desta segunda-feira (22). Ela fez uma acusação formal contra o atleta, que se apresentou à polícia nesta terça (23) e negou a versão.

Ex-esposa do jogador Dudu relata agressões e presta queixa; palmeirense nega acusação

Foto: Reprodução/Instagram

O relato foi feito em uma live do jornalista Leo Dias, no Instagram. Mallu iniciou a conversa dizendo que sofre as mesmas agressões há anos. “Ele foi agressivo comigo esses anos todos. Tenho testemunhas. Amigos, tudo. Família dele já presenciou”, disse.

Mallu deu detalhes sobre a sua versão. As novas agressões, segundo ela, aconteceram nesta segunda, na garagem do prédio onde ela mora com os dois filhos do casal. Dudu e Mallu estão separados há alguns meses, depois de 11 anos de união.

“A briga começou dentro do carro. A gente se agrediu. Durou muito tempo. Foram várias vezes. Eu me defendi. Sempre me defendi. Durou mais ou menos uma hora e meia de discussões, tapas, bate boca, vai, volta. Começou na garagem, depois foi para a fora do condomínio. As câmeras flagraram. Minha tia, que é babá, presenciou, e uma amiga minha de Goiânia. Tenho um laudo do [hospital Albert] Einstein. Ele batia na minha cabeça para não deixar hematomas [aparentes]”, contou.

“Ninguém chamou a polícia. Porteiro ficou calado, só vendo. Só minha amiga que está aqui, Michele, tentou ajudar. Nenhum homem, segurança, nada, tentou ajudar. Ele começou a ligar para o advogado, queria chamar a polícia, aí chegou o assessor dele. Ele pegou meu celular, tentei puxar de volta, ele me puxou. Estou até dolorida. Registrei esse hematoma no boletim”, completou.

Em janeiro de 2013, quando defendia o Dínamo de Kiev, da Ucrânia, Dudu também foi acusado de agressão à então esposa, além da sogra, em Goiânia. Na ocasião, o jogador se apresentou à Delegacia da Mulher, pagou uma fiança de R$ 12 mil e foi liberado.

“É triste. Muito triste. Ninguém vê o que acontece, ninguém sabe. E me julgam. Acham que ele pode tudo porque tem dinheiro, porque é o ‘bam bam bam’, que ninguém fará nada. Não é só pela agressão, mas as mulheres precisam falar isso. Eu me segurei muito, muito mesmo. Pela minha família. Não gosto disso [exposição], mas chega uma hora que a gente explode. Ninguém é de ferro. Todo mundo que mora no meu bairro lá em Goiânia sabe”, afirmou Mallu.

“Estamos juntos há quase 11 anos. Sofri agressões nas minhas duas gravidezes. A coisa começou a ficar ruim após uns cinco anos de namoro. Eu sofri calada esse tempo todo. Pela minha família, pelo meu filho que tem autismo. Eu não queria esse sofrimento”, continuou.

A reportagem procurou o jogador do Palmeiras para escutar a sua versão. Por meio de uma nota enviada pela sua assessoria de imprensa, Dudu disse que a acusação é falsa.

“Sobre o boletim de ocorrência citado, informamos que Dudu, absolutamente tranquilo e certo de sua inocência, assim que soube da falsa acusação, se apresentou, nesta terça-feira, ao departamento responsável pela investigação, espontaneamente, sem qualquer intimação. Vale ressaltar, ainda, que todas as inverdades relatadas à polícia teriam acontecido em local público, com câmeras de segurança e na presença de testemunhas, o que facilitará o esclarecimento dos fatos e o prevalecimento da verdade”, disse Dudu por meio de sua assessoria de imprensa.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.