Caso Isis Helena: mãe da menina alega ter confessado crime sob coação e agressão

Jennifer Natalia Pedro, de 21 anos, disse ter sido coagida e agredida por policiais para confessar participação na morte da filha Isis Helena, de apenas um ano e dez meses. De acordo com informações, a denúncia foi feita em um áudio gravado pelo advogado de defesa e enviado para a mãe dela.

Caso Isis Helena: mãe da menina alega ter confessado crime sob coação e agressão
Jennifer Natalia Pedro, mãe de Isis Helena. Foto: Gazeta Itapirense

Na segunda-feira (20), Jennifer confessou ter matado a filha, mas agora disse ter sido coagida para admitir a participação no crime. Desde o início da investigação, ela apresenta depoimentos contraditórios e suspeitos.

Em depoimento à polícia, Jennifer contou que a filha estava com febre e que deu uma quantidade de remédio maior do que a indicada. Depois disso, a criança nunca mais acordou. Desesperada e com medo, ela teria colocado o corpo da filha em uma mochila, que foi abandonada às margens do rio do Peixe, em Itapira. Em outra versão dada por ela, Isis Helena teria morrido engasgada com o leite.

Jennifer Natalia Pedro teve a prisão temporária de cinco dias decretada na última sexta-feira (17) e nesta segunda-feira (20) ela confessou o crime.

Buscas pelo corpo

A Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros e a GCM (Guarda Civil Municipal) de Itapira ainda realizam buscas para encontrar o corpo da menina, que completaria dois anos nesta terça-feira (21). O que dificulta o trabalho é a forte correnteza. Os esforços estão concentrados em dez quilômetros do rio.

Entenda o caso Isis Helena

A Polícia Civil investiga o desaparecimento de Isis Helena, uma bebê de um ano e dez meses que não consegue engatinhar e toma remédios controlados. O caso aconteceu na segunda-feira, 02 de março de 2020, e até o momento ela ainda não foi encontrada.

caso isis helena
Foto: Divulgação

Conforme relatado pela família, a bebê nasceu prematura, com microcefalia e toma remédios controlados. Ela ainda não engatinha e não teria saído sozinha da residência.

A mãe da criança, Jennifer Natalia Pedro, contou que ela saiu da residência por volta das 7h para levar o outro filho à creche e deixou Isis dormindo na companhia do avô, de 90 anos. Ao retornar ao imóvel, Jennifer se deu conta que a menina havia sumido.

Ainda segundo Jennifer, a casa estava aberta e o sumiço da filha teria ocorrido no intervalo de duas horas. Nenhum vizinho notou movimentação estranha no local.

 

Informar Erro

- Continue depois do anúncio -

Leia também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Prosseguir Mais detalhes