Pessoas que ficaram pobres depois de ganhar na loteria

Jogar nas loterias Caixa — como Mega-Sena, Quina ou Lotofácil — é o passatempo de milhares de brasileiros. Diariamente milhões e milhões de pessoas se dirigem às agências credenciadas para fazerem seus jogos. Porém, se há dificuldade em acertar os números e se tornar o novo milionário do país, extremamente fácil é perder todo o dinheiro e voltar à pobreza. Confira abaixo algumas pessoas que ganharam na loteria, mas que voltaram à pobreza por má administração do dinheiro.

Pessoas que ficaram pobres depois de ganhar na loteria

Antonio, um baiano nascido em 1983, é um deles. Com somente 19 anos, Antônio foi até uma agência, fez seu jogo na Loto e, sozinho, levou um prêmio de 30 milhões de reais.

Contudo, o que ele tinha de dinheiro, tinha também de ingenuidade. Antônio disse que era tanto dinheiro, que achou que a grana toda nunca mais fosse acabar. Mas acabou.

Antônio pegou todo seu dinheiro e começou a gastar de forma fútil. Ele se mudou para um luxuoso hotel em Salvador, capital baiana, e todos os dias levava ao seu quarto uma mulher diferente. Além disso, emprestava dinheiro para os amigos de forma descontrolada, sempre organizando grandes festas e vivendo uma vida regada a luxo e megalomania.

Infelizmente, o dinheiro acabou.

Além de perder todo o seu dinheiro, Antônio ainda passou pela humilhação de ter que retornar à casa da mãe. Atualmente, ele é mais um dos milhões de brasileiros vivendo na linha da pobreza, e ganhando a vida fazendo “bico” em restaurantes.

Outro que ganhou tudo na loteria, mas que voltou à pobreza

Outro brasileiro que ganhou tudo, mas que, por má administração, voltou à vida de pobreza, foi seu Alvino.

Seu Alvino trabalhava como vendedor de picolés em Goiás, até que, em 1971, ganhou R$ 500 mil reais por meio de uma pequena aposta na Mega-Sena. Isso, logicamente, mudou a vida daquele simples vendedor de picolés.

Mesmo casado, Alvino voltou à vida de “solteirão” e gastou toda sua fortuna com mulheres. E foi esse um dos principais motivos que o levou à perdição financeira.

De acordo com alguns vizinhos, a riqueza de Alvino durou cerca de cinco anos, e, por ironia do destino, a única pessoa que se manteve fiel a ele, desde o início, foi sua esposa.

Hoje, Alvino confessa que viveu uma vida boa, mas surpreende todos ao dizer que sua vida teria sido bem melhor se não tivesse ganho nada, pois todo esse dinheiro nunca trouxe felicidade a ele.

Por fim, outro que perdeu tudo, após ganhar na loteria

Outro brasileiro que perdeu tudo depois de ter ganho na loteria foi Nivaldo, de 65 anos.

Na época, Nivaldo foi até uma agência, fez uma aposta na loteria esportiva e ganhou cerca de R$ 1,5 milhão de reais.

Após fazer duas apostas, uma com seu nome e outra com o nome de sua esposa, Nivaldo acertou o pé com a aposta no nome da esposa.

E sabe qual era o principal passatempo de Nivaldo na época, como milionário? Pegar um avião, sair do Rio de Janeiro (onde morava) e ir até a Bahia para assistir os jogos do seu time de coração. O problema é que Nivaldo, assim como todos os outros, também gastou mais do que deveria.

Informar Erro

- Continue depois do anúncio -

Leia também

“Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência. Ao utilizar nossos serviços, você concorda.” Prosseguir Mais detalhes