Record continua cortando gastos no Rio de Janeiro

helicoptero recordA Rede Record continua promovendo cortes na sede do Rio de Janeiro.
A emissora que semana passada tirou do “SBT Rio” o jornalista Rogério Forcolen oferecendo um salário convidativo, está tendo que ‘rebolar’ para fechar em azul suas contas.

Para isso, a direção mandou cortar o uso do helicóptero.
Segundo a nova ordem, o aparelho deverá ser usado apenas para assuntos importantes e não mais para transito, acidentes e assaltos de menor destaque na mídia.

Desde o ano passado, mais de 50 funcionários foram demitidos da emissora devido aos cortes de gastos.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Informar Erro

- Continue depois do anúncio -

Leia também

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir