Record desocupa camarim de Geraldo Luis para dar a outro artista

- Continue depois da publicidade -

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Depois de suspender Geraldo Luís, a Record começou a cogitar reincidir o contato com o apresentador. No fim de semana, a emissora retirou os pertences do âncora de seu camarim, em São Paulo, e vai reformar o espaço para que abrigue outra estrela do canal.

O “despejo” do camarim tem efeito simbólico. Já uma rescisão de contrato, se ocorrer, será algo inédito. A Record costuma punir apresentadores “rebeldes”, como Britto Jr., apenas com a geladeira. Mas o caso de Geraldo Luís é considerado mais grave.

O apresentador do “Domingo Show” reclamou publicamente do canal usando a própria emissora, no programa do último dia 17, e desobedeceu às ordens do diretor do dominical, que, a pedido do vice-presidente de jornalismo, Douglas Tavolaro, implorava para o apresentador cessar seu desabafo, no qual acusou a Record de fazer cortes em uma reportagem e desrespeitar seu trabalho.

Os objetos de Geraldo foram encaixotados e as roupas que usavam foram devolvidas para as lojas e fabricantes, segundo o jornalista Daniel Castro.

Com contrato com a Record até 2017, o apresentador tem chances zero de voltar ao ar. Nos bastidores, onde era odiado por causa de seus chiliques, sua saída foi comemorada. Substituto de Geraldo, Luiz Bacci já começou a trabalhar na produção do “Domingo Show”, agora como apresentador definitivo do programa.

 

Informar Erro

- Continue depois do anúncio -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir