7X1: Internautas reverenciam Bonner na “briga” com Dilma no JN

A entrevista da presidente Dilma Rousseff para o Jornal Nacional, realizada na última segunda-feira (18), gerou grande repercussão nas redes sociais. Nesta terça-feira (19), a conversa entre William Bonner, Patrícia Poeta e a candidata do PT à reeleição continua sendo assunto entre os usuários do Twitter, que usaram palavras como “briga”, “discussão” e até “UFC” para definir o episódio.Para os tuiteiros, o tom utilizado por Dilma e Bonner ao longo do debate deixou a entrevista com características de um duelo. “Está mais para uma briga do que para uma entrevista”, disse @Cleocno01. “Dilma e Bonner: quase rolou um UFC Planalto ao vivo”, brincou ‏@GilsonCerqueira. A pouca participação de Patrícia Poeta no quadro também virou alvo de comentários. “Patrícia assistindo de camarote a discussão do Bonner e da Dilma”, ironizou ‏@Laizedm_4.

Parte dos usuários do microblog exaltou a postura de Bonner e entendeu que o jornalista saiu “vitorioso” da entrevista. “Willian Bonner demonstrou que é um brilhante jornalista. Parabéns!”, elogiou @leveadvogado. “O Bonner pergunta sobre o Brasil. Dilma responde sobre um país imaginário no qual até os suíços adorariam morar”, comentou ‏@gravz . “Dilma é o Brasil e o Bonner, a Alemanha”, postou ‏@LordeVoIdemort . “Bonner para presidente”, pediu @StayAlive_H_.Outro grupo de tuiteiros afirmou a presidente foi muito bem na entrevista. Muitos criticaram Bonner pelo tom das perguntas e disseram que ele falhou como jornalista. “Uma coisa ninguém pode negar: a Dilma foi a única dos candidatos que não se intimidou com o William Bonner e a Patrícia Poeta”, ressaltou ‏@jooseanee. “Previsão: Bonner e Poeta serão novamente acusados de petistas. O motivo? Dilma foi bem na entrevista”, avaliou @lucasrohan. “A entrevista do Bonner, ontem, no JN, foi um manual de como um jornalista não deve se comportar. Parecia um interrogatório violento”, opinou @AdrianoArgolo .Veja o que estão dizendo sobre a entrevista no Twitter:

tweets

Informar Erro
Leia também