Connect with us

Cultura

Festa das Nações de Piracicaba segue com público alto e continua sendo opção de gastronomia

Rafael Fioravanti

Published

on

A 36ª edição da Festa das Nações de Piracicaba começou nesta quarta-feira, dia 15. O evento acontece no Engenho Central do município, segue até domingo (19) e reverterá toda a sua renda para 25 instituições sociais do município. Para este final de semana, dias 18 e 19, muitos piracicabanos já fizeram a escolha de experimentar uma gastronomia diferenciada. Culinária africana, alemã, brasileira (de Piracicaba, Nordeste, Norte, Sul), coreana, espanhola, americana, holandesa, indiana, italiana, mexicana, árabe, neozelandesa, portuguesa, russa, japonesa e britânica seguem à disposição do público.

Foto: Perigo.

A estrutura da festa conta com a mão-de-obra de quase 7.000 voluntários, além de fornecedores e pessoal contratado. Tudo começou a ser preparado há um mês. Foram montadas 160 tendas que, somadas, ocupam 12 mil metros quadrados de cobertura. A festa também já integra o calendário turístico do município e se faz importante, principalmente, por ajudar 25 instituições sociais. “Precisamos, cada vez mais, divulgar a festa para aumentar a arrecadação dessas instituições. A verba que elas conseguem serve para custear boa parte de seus projetos ao longo do ano. Nós, como administradores, trabalhamos para garantir o sucesso de cada edição”, comentou o prefeito Barjas Negri.

Shows no sábado e domingo

Os shows no sábado e no domingo começam mais cedo. Neste sábado (18), o Grupo Karon Cali de Dança Típica Árabe começa às 12 horas. Na sequência, se apresentam a Banda Choro de Saia, Maracatu Baque Caipira, Grupo Folclórico Alemão Grüne Stadt, grupo de danças típicas coreanas, as Rainhas da festa, CTG Meu Pago, de dança gaúcha, e, por fim, a Orquestra Paulistana de Viola Caipira.

No domingo (19), as apresentações têm início às 11 horas, com o Grupo de Congada do Divino Espírito Santo, seguido do projeto Aprendendo com a Música, Grupo de Danças Típicas Bairro Santana, Grupo Santa Olímpia de Dança Folclórica, Orquestra Paulistana de Viola Caipira, Grupo de Dança Folclórica Nostra Itália. Às 16 horas, as Rainhas fazem o encerramento oficial da Festa das Nações. Posteriormente, às 17h tem apresentação da Orquestra Educacional de Piracicaba, e às 18h da Companhia Balalaika – Grupo de Dança Folclórica Russa.

Pontos

Todos os restaurantes e quiosques seguem abertos ao público. Não há jantares fechados. Nesta sexta, as bilheterias abrem às 19h e fecham às 23h. Neste sábado e domingo, a festa começa às 11 horas, com as bilheterias fechando às 23h no sábado e às 17h no domingo.

Um detalhe importante a, novamente, ser frisado diz respeito à entrada de menores de 16 anos na festa. Eles só poderão entrar acompanhados pelos pais (ou responsável) mediante apresentação do Termo de Autorização preenchido. O Termo está disponível no site e também estará disponível nas bilheterias. Para comprovação de idade será aceito apenas documento original.

As três bilheterias de entrada para a festa seguem funcionando normalmente. Elas podem ser acessadas pelo Parque do Mirante (Avenida Maurice Allain), pela passarela Pênsil (Avenida Beira Rio) e pela passarela Estaiada (Avenida Beira Rio).

Instituições beneficiadas com o evento

  • AUMA (Associação de Pais e Amigos dos Autistas de Piracicaba)
  • Lions Clube de Piracicaba – Independência
  • Apaspi (Associação de Pais e Amigos de Surdos de Piracicaba)
  • Grupo Escoteiro São Mario
  • Associação Síndrome de Down/Espaço Pipa
  • Escola de Mães Professora Branca Motta de Toledo Sachs
  • CRAMI (Centro Regional de Registros e Atenção aos Maus Tratos na Infância)
  • Creche Marshlea Dawsey
  • Associação Atlética Educando pelo Esporte
  • Centro de Reabilitação Piracicaba
  • Sociedade de Apoio à Vida Dr. Nelson Meirelles (CVV)
  • Sociedade Amigos de Vila Rezende (Savire)
  • União Espírita de Piracicaba
  • Centro Social de Assistência e Cultura São José (Cesac)
  • Fundação Jaime Pereira (Funjape)
  • Pastoral da Criança
  • Serviço de Apoio ao Adolescente com Medida Sócio Educativa (Seame)
  • Instituto Formar de Aprendizagem Profissional
  • Associação Presbiteriana de Filantropia de Piracicaba (APFP)
  • Associação de Atendimento a Pessoas com Deficiência Visual de Piracicaba (Avistar)
  • Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e Centro de Apoio e Prevenção ao Câncer
  • Doenças Degenerativas e Deficiências Sociais Multiníveis (Ceacan)
  • Casa do Bom Menino
  • Pasca (Pastoral do Serviço de Caridade)
  • Associação A Turma do Papai Noel.

Rafael é formado em jornalismo (comunicação social) pela Universidade Mackenzie, em São Paulo. Possui experiência em redações e editoras literárias. Integra a equipe do Jornal PIRANOT desde dezembro de 2017.

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.