Connect with us

Big Brother Brasil

Ex-BBB Diego Alemão é indiciado por lesão corporal e embriaguez ao volante

Redação - PIRANOT / PORJUCA

Published

on

O ex-BBB Diego Alemão foi indiciado pela Polícia Civil do Paraná por lesão corporal consumada, ameaça, embriaguez ao volante e desacato a autoridade após se envolver em um acidente de trânsito em Curitiba, no dia 18 de abril.

Diego Alemão no BBB - Foto: Globo

Alemão no BBB – Foto: Globo

Na ocasião, Diego Alemão bateu no motorista de aplicativo Fábio Reis Rosário no bairro de Santa Quitéria. De acordo com a polícia, quando as autoridades chegaram ao local da ocorrência, o ex-BBB se recusou a fazer o teste do bafômetro.

  • Fique por dentro das últimas fofocas das celebridades, notícias de entretenimento e tudo sobre os reality shows em nosso GRUPO DE FOFOCAS DO FACEBOOKClique aqui e faça parte!

O delegado do caso afirmou que Diego Alemão deu um soco no motorista de aplicativo e ainda desacatou e ameaçou policiais. O ex-BBB foi detido e teve a liberdade concedida no dia seguinte pela Justiça do Paraná após pagar a fiança no valor de R$ 7 mil.

Consequências na Justiça

Segundo o portal UOL, a juíza responsável pela liberdade do ex-BBB, Fernanda Zerbeto Assis, condicionou a medida para Diego Alemão e, além do pagamento da fiança, exigiu o “comparecimento bimestral à Justiça”.

De acordo com o  boletim de ocorrência, Diego Alemão teria ameaçado os policiais. “Sou famoso, sou influente, seus policiais de m…, eu sei bem a raça à qual vocês pertencem. Sou do BBB, vocês me conhecem, vocês não sabem a m… que vai dar se vocês me prenderem. Eu sou empresário, sou influente, vou acabar com a vida de vocês. Vocês não são capazes, se quiserem vão ter que me deter à força, me algemar”, teria dito o ex-bbb, de acordo com o documento.

O inquérito foi concluído na quarta-feira (20) e assinado pelo delegado Leonardo Bueno Carneiro. O caso segue para o Ministério Público do Paraná que decidirá se oferece ou não a denúncia do caso.

Pronunciamento da defesa de Diego Alemão

Ao UOL, Jeffey Chiquini, advogado da defesa de Diego Alemão, afirmou que o ex-BBB foi “vítima de inúmeros e graves crime”. “Temos provas de que Diego Gasques não agrediu aquele motorista de Uber e, inclusive, foi extorquido por aquele motorista [envolvido no acidente]”, disse.

Fundado em 18 de novembro de 2011, o Jornal PIRANOT é uma marca da Empresa Júnior Cardoso LTDA. Aqui, notícias de Piracicaba são prioridades. Confira tudo o que acontece de mais importante na cidade em tempo real. Jornalismo 24 horas de plantão.