Connect with us

Celebridades

Isolada, Bruna Marquezine desabafa sobre coronavírus e lamenta: “‘Triste e impactada”

Avatar

Published

on

Bruna Marquezine acabou de voltar de Nova York e está isolada desde então para evitar o risco de contágio da doença. Nesta segunda-feira, 16, a atriz da Globo aproveitou para usar seu Instagram e dar algumas informações aos milhões de seguidores, repassando os cuidados necessários durante a pandemia.

Bruna Marquezine faz teste contra coronavírus (Foto: Reprodução)

Bruna Marquezine faz teste contra coronavírus (Foto: Reprodução)

Eu tô em casa isolada, me cuidando, porém bastante triste e impactada com as notícias do que esse vírus está causando ao redor do mundo. E também um pouco receoso com o que pode acontecer aqui com o nosso povo, no nosso país“, desabafou Bruna Marquezine, repercutindo, em seguida, informações de um amigo médico sobre higiene, cuidados com idosos e até deu lição de moral.

Não se deixem levar por comentários irresponsáveis, egoístas e errôneos como: ‘Ah, mas a gripe ou a dengue matam muito mais’, ‘Sou jovem, vou ficar bem’, ‘Só afeta gente idosa’“, disparou, mirando naqueles que negam a gravidade da doença. “Vamos manter a calma, nos conscientizar, ser mais responsáveis, aprender a nos prevenir e lidar melhor com surtos epidêmicos, até porque a questão não é ‘se’ eles acontecerão novamente, mas ‘quando’ voltarão a acontecer“, finalizou a atriz da Globo.

Suspeita de coronavírus

Na madrugada deste domingo, 15, a atriz deu o que falar nas redes sociais ao desabafar sobre seu estado de saúde Durante o voo de volta ao Brasil, Bruna Marquezine foi flagrada usando máscara e higienizando seu assento com álcool em gel. A imagem logo viralizou na internet e causou muita preocupação.

Em meio a toda tensão envolvendo a pandemia mundial, a atriz da Globo explicou a situação e também acalmou aos fãs: “Eu estava/estou gripada e espirrando. Já fiz meu teste assim que cheguei em casa e se Deus quiser será só uma gripe mesmo que eu não consegui curar com a mudança de clima e poucas horas de sono por conta do trabalho lá em Nova Iorque”.