Tudo o que você precisa saber antes de viajar para o exterior

Separamos algumas dicas importantíssimas para você que gosta de viajar e pretende ir para o exterior em breve. Leia atentamente e anote tudo, estas informações podem lhe fazer uma baita diferença durante as suas férias na gringa!

- Continue depois da publicidade -

Viajar para o exterior é o sonho de muitas pessoas. Passar pela imigração, ter um passaporte carimbado, conhecer uma nova cultura e falar um outro idioma está nos planos de grande parte dos brasileiros.

Uma foto de um avião, dinheiro e passaporte para viajar
Foto: Reprodução

Mas, a tão aguardada viagem pode se tornar um pesadelo caso você não esteja preparado para o que está por vir, como, uma nova língua, hábitos, outra moeda e até mesmo as regras básicas para embarcar em uma aeronave.

Então, como sabemos que viajar é o hobbie favorito de muitos leitores, o PIRANOT separou algumas dicas imprescindíveis que você precisa saber antes de sair do Brasil. Confira!

Certifique-se dos documentos necessários com antecedência

Em condições normais, os passaportes brasileiros ficam prontos em até 15 dias úteis. Mas, é com frequência que os imprevistos criam enormes filas ou, em casos extremos, a Polícia Federal pode suspender a emissão do documento por tempo indeterminado.

Por isso, para evitar preocupações, se prepare com antecedência. Faça a solicitação do seu passaporte, caso não tenha, e também fique atento ao prazo de validade, caso já possua o documento. A maioria dos países pedem de seis a três meses no mínimo de validade.

Outro ponto importante é verificar se o destino que você escolheu precisa de visto. Caso sim, também faça tudo com antecedência.

Alguns países, como Estados Unidos, por exemplo, possuem uma alta procura e as datas de agendamento não vagam do dia para noite. As vezes, você poderá esperar meses.

Então, anote bem a primeira dica, cheque todos os documentos necessários para entrar no país e as vacinas, alguns locais solicitam o Certificado Internacional de Vacinação da Febre Amarela antes de você passar pela imigração. Se você não tiver, infelizmente, será deportado.

Digitalize tudo o que for importante antes de viajar

Este procedimento é importantíssimo e uma das principais dicas para viagens internacionais. Escanei todos seus documentos, RG, CNH, passaporte, visto e mande-os para o seu e-mail, também deixe na nuvem.

Outra coisa bacana é levar uma cópia autenticada (se não der tempo de autenticar, tudo bem, o importante é ter a copia) de cada documento. Faça o mesmo com o cartão de crédito, tire um xerox somente do número e da validade, não digitalize para evitar fraudes.

Caso aconteça algum imprevisto com seus pertences, você terá uma diferentes cópias deles em segurança.

Ainda na onda da digitalização, mande uma cópia de todos os voos e reservas de hotel, ingressos comprados online e afins para seu e-mail ou serviço de armazenamento na nuvem. Esta é uma forma segura de ter todos estes dados seguros e de fácil acesso.

Alerta de viagem em seus cartões de crédito

Meu cartão é internacional, então, é só eu chegar e sair passando. Errado!

Antes disto, você vai precisar entrar em contato com o seu banco ainda aqui no Brasil e avisar que fará uma viagem internacional.

Dependendo do banco, você consegue fazer este alerta através do aplicativo, colocando o país que irá visitar e as datas de chegada e partida.

Dessa forma, a instituição bancária não irá confundir suas transações internacionais com fraudes e congelar, ou até mesmo bloquear, seu cartão.

Lembre-se de perguntar também as politicas do seu banco sobre taxas de transações no exterior. Muitos cartões cobram uma taxa para os clientes usarem o cartão no exterior, geralmente como uma pequena porcentagem de cada compra. Se for o caso, tente negociar o valor, ou procure um cartão que ofereça esse benefício.

No Brasil, o IOF para transações internacionais por cartão é de 6,38%. Em dinheiro, esse valor cai para 0,38%, então, considere levar um valor em espécie.

Leve dinheiro em espécie

Sempre leve mais de um cartão de crédito e dinheiro em espécime do lugar a ser visitado. Se não for possível ter notas de dinheiro do país, leve Euros ou Dólares Americanos. De forma, que estas moedas são mais fáceis de trocar.

Sobretudo, tente ter notas pequenas, evite levar as notas grandes. Muitos lugares não aceitam as notas grandes. E é importante ter algum tipo de dinheiro para alguma compra já no aeroporto. Até porque mesmo em países considerados de primeiro mundo, como a Alemanha, é muito comum ter restaurantes que não aceitam nenhum tipo de cartão.

Uma foto de dinheiro e carões
Foto: Reprodução

Seguro viagem

Muitos países exigem que você apresente um seguro de  viagem ao passar pela imigração. Este documento nada mais é do que um “plano de saúde” que você irá contratar caso aconteça algum acidente ou imprevisto com você durante a estadia “nas gringas”.

A dica é nunca viajar sem seguro viagem, pois a conta pode te sair beeem cara depois. Imprima e leve com você a prova da cobertura do seguro viagem (apólice), tenha também ela no e-mail e nevem.

É importante saber como contatar sua seguradora de saúde, por isso, leve números de telefone e endereços online impressos. Também certifique-se que seu acompanhante de viagem, o seu agente de viagem e ainda alguém que ficará em casa saibam fazer o mesmo.

Retornando com mercadorias ou dinheiro ao Brasil

Todo viajante que ingressa no Brasil, ou sai dele, com dinheiro em espécie, seja em moeda nacional ou estrangeira, num montante superior a R$ 10 mil é obrigado a apresentar a Declaração Eletrônica de Porte de Valores (e-DPV).

No seu retorno ao Brasil, você poderá trazer mercadorias, sem o pagamento de tributos, desde que elas se encaixem no conceito de bagagem. Também é preciso respeitar o limite de valor global e o limite quantitativo.

O limite de valor global corresponde a:

  • US$ 500,00 (quinhentos dólares dos Estados Unidos) ou o equivalente em outra moeda, quando o viajante ingressar no País por via aérea ou marítima;
  • US$ 300,00 (trezentos dólares dos Estados Unidos) ou o equivalente em outra moeda, quando o viajante ingressar no País por via terrestre, fluvial ou lacustre.
  • Consulte todos os limites da Receita Federal que os viajantes podem ou não trazer antes de viajar.

Se informe o máximo que puder antes de viajar

A internet pode ser uma arma poderosa quando se trata de obter informação. Por isso, use e abuse do conhecimento online, leia tudo sobre o destino, vestimentas, experiências de outros viajantes, relatos, dicas, veja o mapa do local. Sem mais delongas, se informe o máximo possível antes ir para o exterior e evite futuras preocupações durante suas férias.

Informar Erro

- Continue depois do anúncio -

Leia também

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir