Pandemia e o mercado imobiliário: cresce busca por casas e residências em condomínio

Se você está em busca de um local maior para morar, que possa também ser seu espaço de trabalho, fale com um especialista Frias Neto

A pandemia da Covid-19, que no Brasil teve início em 2020, gerou diversas transformações no comportamento humano e uma delas tem relação direta com o mercado imobiliário.

Foto: Divulgação/Frias Neto

Devido à necessidade do distanciamento social, por recomendação de especialistas da área da saúde para conter o coronavírus, as pessoas agora passam mais tempo em casa e, além disso, trabalham no local onde moram.

A categoria home office está mais em alta do que nunca. Neste contexto, a casa ou apartamento precisam ser amplos, porque há mais pessoas ao mesmo tempo em um único endereço.

A falta de espaço não pode virar motivo para estresse, afinal, há imóveis para todos os gostos e tamanhos de família.

Pesquisas sobre o mercado imobiliário na pandemia evidenciam que houve mais facilidade de saída para unidades com 4 dormitórios – aumento de 67% entre as semanas de 6 de abril e 25 de maio de 2020. Enquanto isso, o crescimento de venda ou locação de imóveis com 1 dormitório foi de apenas 8%.

A procura por casas e casas em condomínio está alta em Piracicaba. Segundo a Frias Neto Consultoria de Imóveis, houve aumento de 77% na procura por locação de casas e casas em condomínios em abril de 2020. Esse aumento na procura por casas e casas em condomínio é resultado da pandemia, pois as pessoas estão procurando imóveis com mais espaços e lazer.

A Procura por imóveis está aquecida em todo o Brasil, o home office, favorecido pela tecnologia proporciona que as pessoas possam morar distante do local de trabalho e hoje se busca muito conforto, bem-estar o que faz a procura de casas, terrenos, locais com mais espaços, mesmo apartamentos maiores, próximo a áreas verdes, parques que proporcione lazer sem aglomeração.” afirma Angelo Frias Neto, Diretor-Presidente da Frias Neto Consultoria de Imóveis.

Junto ao home office, as crianças e jovens também passaram a ter aulas pela internet e o resultado não poderia ser diferente: ficando mais tempo em casa, as famílias começaram a reavaliar suas necessidades em relação ao espaço onde moram.

Em casas ou apartamentos amplos, com mais cômodos, há maior facilidade na organização dos ambientes para estudo, trabalho, lazer e descanso, sem competição por espaços, o que contribui para o bem-viver de todos os membros da família e influência nos desempenhos acadêmico e profissional.

Se você está em busca de um local maior para morar, que possa também ser seu espaço de trabalho, fale com um especialista Frias Neto. Clique aqui.

Informar Erro
Leia também