Rinite: conheça os diversos tipos da doença e os tratamentos

Até os dias de hoje, os médicos e pesquisadores ainda não encontraram uma cura definitiva para a rinite

- PUBLICIDADE -

A rinite é uma doença relativamente comum entre os brasileiros, mas você sabia que a enfermidade possui diversos tipos? Além disso, esse é um problema de saúde muito confundido com outro, a sinusite.

Uma foto de um homem apresentando sinais de rinite
Foto: Divulgação

O fato é que esse questionamento gera confusão até mesmo para pacientes que precisam encarar o tratamento de uma ou das duas variedades de doenças inflamatórias. Por acaso, você sabe diferenciar a rinite de uma sinusite?

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Caso a resposta seja negativa, entenda agora a diferença entre elas: a rinite se refere a uma inflamação nas mucosas do nariz, provocada por infecções virais, como as gripes ou ainda por alguma alergia. Normalmente, os indivíduos que se queixam de rinite estão tentando justificar dores contínuas provocadas pela rinite alérgica.

Isso porque as crises alérgicas tendem a ser geradas pelo contato com partículas nocivas ao organismo, como a poeira, a pólen, o pelo de alguns animais e até alguns tipos de alimentos.

Sinusite x Rinite

A sinusite, por sua vez, é classificada como uma inflamação nas mucosas dos seios do rosto, também chamado de seios paranasais, cavidades no interior dos ossos do rosto. A sinusite, em boa parte das situações, acontece em função de bactérias, só que também pode ser provocada por vírus, fungos ou em decorrência de alergias.

Segundo os especialistas, a confusão entre as duas doenças é bem comum. No entanto, as duas doenças são bem distintas e ainda existem muitos tipos de rinites e sinusites. Todavia, essa confusão não se limita unicamente pelo nome ou ainda por algumas causas semelhantes.

Isso porque há pontos comuns nas duas inflamações. Por exemplo, a rinite e a sinusite são responsáveis por causar obstrução e coriza e a rinite, na maioria das vezes, também pode resultar em uma sinusite.

Tipos de rinite

Rinite vasomotora

A rinite vasomotora pode ser caracteriza por uma situação de hiperreatividade (reatividade aumentada) a incentivos não determinados, como a modificação de temperatura local e a umidade, fortes cheiros (perfumes e produtos de limpeza) ou angustiantes como a fumaça. Esses elementos agem como uma espécie de gatilho para causar instabilidade no sistema nervoso autônomo conduzindo a uma hiperreatividade da mucosa nasal.

Rinite idiopática

Nos dias de hoje, esse tipo de rinite também é chamada de rinite idiopática. Se compreendeu, posteriormente, que o fator vasomotor não era o único ponto fisiopatológico dessa versão da doença.

Além disso, esse elemento faz parte apenas dessa versão de rinite, só que está em todas em maior ou menor intensidade. A versão é considerada idiopática por não se reconhecer a sua causa e os motivos que desencadeiam as reações serem desconhecidos. Normalmente, esse tipo da enfermidade afeta pessoas entre os os 40 e os 60 anos.

Rinite alérgica

Já a rinite alérgica é caracteriza como um processo inflamatório da mucosa do nariz com sinais de entupimento local, espirros, coceira no nariz e coriza. É uma enfermidade de ordem genética determinada por um anticorpo chamado IgE e os sinais se sucedem depois de sua exposição a vários alérgenos, como ácaros da poeira, fungos, baratas, pólens e epitélios de gatos e cães.

Vale salientar que essa rinite pode ser acentuada ainda pela exposição a alterações repentinas do tempo, cheiros muito fortes e odores específicos em pacientes com essa disposição.

No caso de uma rinite alérgica, existe uma historia da família para a alergia e os exames de alergias são positivos, com quantias de IgE completo que que podem ser aumentadas e IgE específica positiva.

Histórico familiar e sintomas

Ainda na rinite idiopática, tanto o histórico familiar para alergia quanto os exames clínicos são negativos, com IgE total normal e IgE específica negativa. Já na rinite alérgica, o individuo pode ter qualquer um desses sinais: nariz entupido, espirros e coriza.

Em contrapartida, a rinite idiopática representa obstrução nasal, que é o sintoma mais relevante, gotejamento no nariz e coriza em grande quantidade. De modo geral, os espirros e a coceira no nariz não afetam o paciente.

Tratamento para a doença

O tratamento da rinite idiopática consiste na aplicação de corticosteroide tópico nasal por um determinado período com acompanhamento do especialista alergista ou otorrinolaringologista. O intuito é suavizar o entupimento do nariz e, posteriormente, a rinorreia (corrimento excessivo de muco nasal) e o gotejamento no local.

É possível utilizar em sinais mais severos agudos anti-histamínico oral com descongestionante. Em ocasiões mais complexas de obstrução do nariz, algumas aplicações de corticosteroide oral podem ser indicadas pelo seu médico.

Além disso, a recuperação de uma rinite alérgica demanda a aplicação de corticosteroides nasais tópicos, anti-histamínicos orais e imunoterapia específica injetável ou sublingual, bem como preocupação com a higiene dos locais a volta.

Rinite tem cura?

Até os dias de hoje, os médicos e pesquisadores ainda não encontraram uma cura definitiva para a rinite. No entanto, a situação tende a ser controlada a partir da utilização de uma medicação de maneira preventiva a fim de se impedir, dentro do possível, o surgimento dos conhecidos fatores desencadeantes.

Informar Erro

- Continue depois do anúncio -

Leia também

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento.

Prosseguir