PIRANOT precisou de dois servidores extras e chegou a 96 CPUs durante cobertura do atentado

PIRANOT precisou de dois servidores extras e chegou a 96 CPUs durante cobertura do atentado

O PIRANOT precisou contratar dois servidores extras e chegou a operar com 96 computadores que integraram entre o final da tarde de terça-feira (21), até a manhã de ontem (22), nosso datacenter dedicado que fica em Nova Iorque, Estados Unidos, por questões técnicas que envolvem segurança, velocidade da rede de internet dedicada e estabilidade. O portal já operava desde fevereiro com um aumento de 100% em seu datacenter quando a direção do jornal implantou o projeto “ano da retomada” aumentando a geração de conteúdo focando em resultados.

Segundo o responsável técnico do datacenter que trabalha para o PIRANOT desde 2017, após a direção do jornal perceber que o volume de leitores estava subindo na home do site à espera do conteúdo que ainda nem havia entrado no ar, foi dada a ordem para a equipe se adiantar a um pico brusco dada a gravidade dos fatos. Menos de dez minutos depois da notícia ser publicada, o datacenter já operava em 100%, recusando e derrubando acessos extras, garantindo assim que o portal continuasse no ar. Sendo assim, foi ordenada a entrada de mais um servidor. Cada um deles opera com 32 CPUs, e totalizando 200 gigas de memória RAM (temporária).

Como funciona

Quando você acessa o PIRANOT, o seu número de IP (uma espécie de RG do dispositivo ligada na sua operadora de telefonia e banda larga), é registrado. Em milésimo de segundo, os arquivos que compõem as páginas do PIRANOT, incluindo códigos, anúncios, textos e plugins são liberados e montados no aparelho de cada leitor.

Veja o que diz a parte técnica do PIRANOT

No dia 21/06 (última terça-feira) tivemos um pico de acessos simultâneo em nossos servidores devido a divulgação da notícia do atentado em Piracicaba.

Trabalhamos incessantemente para estabilizar e prover acesso a todos os nossos leitores, sendo necessário por algumas vezes até mesmo parar o site por alguns minutos para que pudéssemos fazer upgrades na infraestrutura de servidores.

Toda a nossa equipe técnica foi direcionada a resolver o problema e estabilizar os servidores. Sabíamos da necessidade que nossos leitores tinham de buscar informações sobre o caso e não descansamos até resolver a questão.

Foram necessárias várias intervenções baseadas em análises do volume de acessos, mas conseguimos solucionar aumentando a capacidade dos servidores para o que existia de mais rápido e moderno no datacenter.

Pedimos desculpas pelas breves quedas e interrupções. Continuaremos monitorando a situação, e caso haja necessidade de novas intervenções, toda a nossa equipe estará pronta a solucionar para que vocês possam continuar acessando o site.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também