Jovem lutador de Piracicaba (SP) precisa de patrocínio para continuar carreira

Jovem lutador de Piracicaba (SP) precisa de patrocínio para continuar carreira

O jovem piracicabano Weslley Gustavo Pereira da Silva, 16 anos, tem travado uma luta fora do tatame para conseguir um patrocinador e dar continuidade a sua carreira de lutador de Kickboxing. Na categoria Sub-17 já participou de seis torneios, tendo conquistado cinco títulos. Ela mora no Jardim Gilda e conta com o apoio de sua família, principalmente da mãe, Daiane Patrícia Pereira Silva, que não se cansa de vender pizzas e rifas para ajudar o filho nas viagens.

Weslley estuda na Etec Fernando Febeliano da Costa e no contraturno da escola aproveita para treinar de segunda a sexta-feira na Brock Team Fighters, que fica na Vila Industrial. Nos finais de semana trabalha como ajudante de garçom, ganhando R$ 80,00 por dia. Com esse dinheiro, ele paga algumas de suas despesas – como R$ 90,00 mês da academia –, mas o dinheiro não é suficiente para participar de mais torneios e ganhar visibilidade.

Ele começou a praticar o esporte há um ano. Se adaptou muito bem e tem demonstrado potencial nas lutas, tendo ganhado cinco dos seus campeonatos que disputou. Esse potencial foi descoberto por dirigentes de Osasco, que têm garantido as inscrições em alguns torneios.

A meta agora, segundo Weslley, é disputar o 31º Campeonato Brasileiro de Kickboxing – Adulto e 25 Sub-17, que acontece de 16 a 19 de junho em Vitória (ES). A inscrição foi paga por Osasco, mas o lutador preciso de, pelo menos, R$ 1.500,00 para as despesas de viagem, hospedagem e alimentação.

Para garantir a participação, Weslley, sua mãe, a equipe da academia estão vendendo pizza, mas não tem sido fácil conseguir o recurso. Ele continua trabalhando nos finais de semana, juntando o dinheiro para a viagem. Mas, a sua esperança é conseguir um patrocinador aqui em Piracicaba que possa garantir parte do dinheiro para essa disputa.

Com muita esperança de participar do campeonato brasileiro, Weslley tem treinado mais de duas horas, ao invés de uma, todos os dias, para aprimorar a sua técnica e, se possível, conquistar mais um título. Ele sabe que no brasileiro terão excelentes atletas e deve estar preparado para os combates.

COMO AJUDAR – Quem estiver interessado em ajudar pode entrar em contato por WhastApp com a mãe de Weslley – (19) 9 9691-9531 – Daiane Patrícia Pereira Silva

*** Fonte: Conexão Piracicaba

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também