58 mil refeições por dia: saiba como funciona a Merenda Escolar em Piracicaba (SP)

58 mil refeições por dia: saiba como funciona a Merenda Escolar em Piracicaba (SP)

 

Para atender cerca de 36 mil alunos, a Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME) e sua Divisão de Alimentação e Nutrição (DAN), trabalha intensamente para oferecer refeições de qualidade e em conformidade com as legislações vigentes. Por dia são ofertadas nas 124 unidades escolares da Rede Municipal uma média de 58 mil refeições, com cardápio variado, contendo carnes, hortaliças, estocáveis, como feijão, arroz, macarrão, e frutas, bem como demais insumos que garantem uma alimentação saudável, balanceada e de qualidade aos estudantes.

Foto: SME

A merenda escolar de Piracicaba é realizada por meio de atendimento misto, sendo parte das unidades abastecidas pelo sistema de autogestão e o restante fornecido pela empresa terceirizada Starbene Refeições Industriais Ltda. Nos dois tipos de atendimento são distribuídos desjejum, almoço, lanche da tarde e jantar.

No sistema de autogestão, são servidas 38 mil refeições por dia às EMEI’s (Escolas Municipais de Ensino Infantil) e aos berçários das EMEIF’s (Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental). Já através do contrato com a terceirizada, são ofertadas 20 mil refeições diárias aos alunos de EMEF’s (Escola Municipal de Ensino Fundamental) e maternais, jardins e fundamental das EMEIF’s.

BALANCEADA – O trabalho no município cumpre rigorosamente as regras impostas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), Resolução nº 06/2020, posteriormente alterada e complementada pela Resolução nº 20/2020.

“A nova legislação foi sancionada pelo Governo Federal, constituindo a necessidade de prevenção e controle da obesidade e sobrepeso, e foi pensada e instituída para criar ambientes favoráveis à alimentação adequada e saudável e na perspectiva da promoção de práticas saudáveis de vida e da segurança alimentar e nutricional dos nossos alunos”, frisa Mariana de Campos Chaves, nutricionista responsável técnica pela alimentação escolar em Piracicaba.

O programa desenvolvido pelo Governo Federal dispõe de regras que determinam como deve ser feita a composição do cardápio, assim como os parâmetros energéticos e nutricionais, método de aquisição de gêneros, uso dos recursos repassados, dentre outras questões.

Mariana destaca ainda que diversas cidades da Região Metropolitana utilizam o cardápio, a logística e o planejamento técnico implementados em Piracicaba como referência para a execução e adequação à nova legislação. É, também, por meio do FNDE que o município recebe o repasse dos valores financeiros que são utilizados no processo de aquisição de alimentos e insumos para 200 dias letivos.

DA DISTRIBUIÇÃO AO PRATO – Até o alimento pronto e servido aos alunos da Rede Municipal de Educação, a logística é extensa, envolvendo centenas de profissionais e fornecedores. Após a perícia da qualidade dos produtos realizada por profissionais da DAN, os mesmos seguem para a entrega nas unidades escolares, sendo armazenados atendendo às medidas sanitárias e novamente checado pelas merendeiras.

Observada a rotina de cada unidade, a execução do cardápio confeccionado pelas equipes de nutricionistas da SME começa cedo, com os preparativos do desjejum, seguindo, posteriormente com almoço, lanche da tarde e jantar.

A merendeira Vanessa Cristina Alves Sampaio, que atua na EM Professora Diva de Araújo Lemos, informa que todos os cuidados são tomados para entregar um alimento de qualidade e gostoso aos alunos. “Fazemos o preparo como se estivéssemos cozinhando para os nossos filhos. Quando a gente faz com prazer e com amor sai bem feito e os alunos elogiam. É muito gratificante receber essa troca das crianças”, comemora.

Além da dieta comum, a merenda escolar de Piracicaba se atenta e cumpre cardápios específicos para alunos que possuem restrições alimentares, como alergias, intolerâncias e diabetes. “Recebemos os cardápios especificando o grau da alergia, qual o tipo de alimento que a criança não possa consumir e preparamos em panelas separadas, cumprindo os protocolos para garantir a segurança na alimentação desse aluno”, completa Vanessa.

Foto: SME

Entenda o cardápio

O cardápio formulado pela equipe de nutricionistas da DAN segue os parâmetros constantes nas resoluções federais nº 06 e 20/2020 e deve, obrigatoriamente, limitar a oferta de biscoitos, bolachas, pães ou bolo a, no máximo, três vezes por semana quando ofertada duas refeições ou mais, em período parcial; e a, no máximo, sete vezes por semana quando ofertada três refeições ou mais, em período integral.

Além dos itens mencionados está limitada, também, a oferta de doces a uma vez por mês, considerando, inclusive todo alimento ou preparação que tenha adição de açúcar em sua composição. A regra impede que leite e demais bebidas levem achocolatado ou insumos que contenham açúcar em sua composição, devendo ser servidos apenas in natura.

36 mil crianças beneficiadas

As resoluções também disciplinam a obrigatoriedade da oferta de, no mínimo, 280g por semana de frutas, legumes e verduras, aos alunos que frequentem a unidade em período parcial e de, no mínimo, 520g por semana daqueles que estão em período integral.

Ainda assim, as refeições ofertadas pela alimentação escolar devem atender, no mínimo, 30% das necessidades nutricionais dos alunos de período parcial, quando ofertadas 2 refeições, e, no mínimo, 70% das necessidades nutricionais em período integral.

“É importante ressaltar que estamos seguindo rigidamente toda a legislação que nos é imposta pelo Governo Federal. Nossas crianças estão recebendo, dentro do cardápio possível, alimentos de excelente qualidade e que suprem as suas necessidades nutricionais. A SME não tem medido esforços para entregar o melhor para os alunos matriculados na Rede Municipal”, reforça o secretário municipal de Educação, Bruno Roza.

Preocupação com Obsidade Infantil

Por meio do Programa Piracicaba com Saúde, realizado pela parceria entre a SME e a Secretaria Municipal de Saúde, antecipando a legislação federal, há vários anos é feito um levantamento com dados dos alunos da Rede Municipal de Educação, sendo possível observar o crescente aumento de sobrepeso e obesidade entre os escolares.

Em 2016, a porcentagem de excesso de peso em crianças menores de cinco anos era de 9,61% e em 2018, era de 11,7%. Já entre as crianças maiores de cinco anos as porcentagens eram de 34,66% e 37,06%, em 2016 e 2018, respectivamente.

No intervalo de dois anos é possível observar um aumento expressivo e com tendência de continuidade desse aumento. É importante ressaltar que a coleta de dados é realizada a cada dois anos. A coleta não foi realizada no ano de 2020 devido a pandemia da Covid-19.

“Considerando esse cenário, o cardápio ofertado nas unidades escolares prevê uma alimentação balanceada e variada, em quantidade adequada como promoção de saúde e hábitos saudáveis, baseada em frutas, verduras e legumes. Com início da execução desse novo cardápio em 2021, sentiremos os reflexos brevemente nos hábitos alimentares dos alunos da nossa rede”, destaca a nutricionista responsável técnica Mariana Chaves.

No mínimo 30% dos recursos repassados pelo FNDE, são direcionados a aquisição de produtos vindos da agricultura familiar

Parceria

A Prefeitura de Piracicaba também cumpre o determinado nas resoluções federais nº 06/2020 e 21/2021, com o que diz respeito à aquisição de produtos vindos da agricultura familiar.

Do total dos recursos financeiros repassados pelo FNDE, no âmbito do PNAE, no mínimo 30% são utilizados na aquisição de gêneros alimentícios diretamente das cooperativas, auxiliando na subsistência dessas famílias que vivem das suas produções no campo.

A Cooperativa Piracicabana de Horticultores (Coopihort) é uma das que vende produtos para as escolas do município. Segundo o presidente Vanderlei Sanches Baesteiro, são 43 produtores vinculados à Cooperativa, que entregam diretamente para a merenda escolar. “Os produtos saem da roça, passam por todo o cuidado de higienização e vêm direto para a merenda. São de 8 a 10 toneladas de produtos entregues mensalmente”, frisa.

Publicidade: Prefeitura Municipal de Piracicaba (PI nº 002159).
Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também