Crea-SP realiza força-tarefa de fiscalização a região de Piracicaba (SP)

Crea-SP realiza força-tarefa de fiscalização a região de Piracicaba (SP)

Entre os dias 09 e 13 de maio, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo (Crea-SP) realiza a força-tarefa de fiscalização em 12 municípios da região de Piracicaba. Com caráter orientativo e preventivo, a ação tem como foco assegurar a presença de profissionais habilitados à frente das atividades abrangidas pelo Conselho a fim de garantir a segurança da população.

Foto Divulgação

Estão previstas cerca de 240 diligências em Piracicaba, Águas de São Pedro, Capivari, Charqueada, Elias Fausto, Mombuca, Rafard, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Maria da Serra, São Pedro e Torrinha. Nesta ação, oito agentes fiscais identificados atuam em postos de combustíveis, centros de saúde de diagnóstico por imagem, empresas sem registro ou responsável técnico, loteamento clandestino e denúncias feitas pelos canais de atendimento do Conselho.

“Os agentes fiscais vão verificar se profissionais e empresas estão devidamente habilitados para seguir com as atividades em obras e serviços na região. Isso impacta positivamente a segurança da sociedade e aquece o mercado de trabalho”, afirma o gerente regional, Eng. Carlos Consolmagno.

O Conselho encerrou o ano passado com 292 mil ações de fiscalização, superando em mais de 45% a meta estabelecida. Foi um recorde histórico. Em 2022, o objetivo é chegar a 400 mil ações fiscalizatórias. De 2015 a 2021, as fiscalizações do Crea-SP aumentaram cerca de 900%. O crescimento se deve ao uso das tecnologias para apoio às atividades, com pesquisas e apurações remotas, antes dos agentes fiscais irem a campo, e à adoção do modelo das forças-tarefas no Estado.

Denúncia

O Crea-SP abre canais em todas as unidades de atendimento para o registro de queixas, além do site; dos telefones 0800 017 18 11 ou 0800 770 27 32 e do e-mail: [email protected]

São infrações à legislação profissional: a ausência de responsável técnico em projetos, execuções ou prescrições; obras clandestinas; falta de placa na obra ou de identificação de responsável em atividades sujeitas à fiscalização; produção irregular de material ou insumo aplicáveis na Engenharia, Agronomia e Geociências; e outras situações relacionadas à violação do exercício técnico.

Sobre o Crea-SP

Instalada há 87 anos, a autarquia federal é responsável pela fiscalização, controle, orientação e aprimoramento do exercício e das atividades profissionais nas áreas da Engenharia, Agronomia e Geociências. O Crea-SP está presente nos 645 municípios do Estado, conta com cerca de 350 mil profissionais registrados e 95 mil empresas registradas.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também