Prefeitura e Raízen anunciam construção de nova usina em Piracicaba e geração de 200 empregos

Prefeitura e Raízen anunciam construção de nova usina em Piracicaba e geração de 200 empregos

O suporte da Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Semdettur), junto à empresa Raízen, garantiu o anúncio de investimento de R$ 300 milhões da companhia em uma nova unidade de negócio para produção de biometano no município, a partir de resíduos da produção sucroalcooleira.

Foto: CCS

A Semdettur tem atuado desde dezembro de 2021 dando suporte nos quesitos documentais fiscais e tributários à Raízen, em contrapartida de geração de empregos e receitas públicas ao município, respeitando neste período a confidencialidade necessária para a segurança e garantia da vinda do investimento a Piracicaba.

A planta da nova unidade foi apresentada ao prefeito Luciano Almeida e ao titular da Semdettur, José Luiz Guidotti Junior, em março, pelos executivos da Raízen, Walter Favaretto Júnior, diretor de serviços administrativos, e Edenilson de Almeida, coordenador administrativo.

A nova unidade será construída próximo à Usina Costa Pinto. As operações devem iniciar na safra de 2023/2024, colocando Piracicaba na vanguarda de energia renovável. As obras devem iniciar ainda em 2022. A Raízen tem, atualmente, uma unidade-piloto de geração de biogás no município de Guariba.

No primeiro momento, a expectativa é da geração de 200 empregos diretos e indiretos na nova unidade em Piracicaba. O faturamento anual estimado é de R$ 54 milhões, com produção média de 26 milhões de metros cúbicos de biometano por ano.

“Mais do que um grande investimento de emprego e renda, esse anúncio é a consolidação de Piracicaba como grande polo de atração de tecnologia e inovação, especialmente na geração de energia, em um momento que estamos vendo como é importante ter capacidade de autogeração e de ser autossuficiente em energia, especialmente em um processo que é ambientalmente sustentável”, afirma o prefeito Luciano Almeida.

Foto: CCS

Guidotti lembra que a escolha de Piracicaba para receber esse investimento se deve ao pioneirismo do município na produção sucroalcooleira. “A Raízen tem 35 usinas espalhadas pelos estados de São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e a escolha de Piracicaba foi por toda nossa história, além de um ambiente muito favorável e propício, com a nossa Esalq/USP, com a própria sede da Raízen aqui, a maior produtora de açúcar e álcool do mundo. Todo apoio da Prefeitura está sendo dado para que esse investimento se consolide”, comenta Guidotti Júnior.

“Esse projeto também consolida a nossa parceria com a Raízen no desenvolvimento de novas tecnologias, para cada vez mais Piracicaba ser considerada como o Vale do Silício na área de tecnologia do agronegócio”, finaliza Luciano Almeida.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também