CASO THALITA | Preso em Piracicaba confessa crime e revela detalhes; sepultamento será hoje (08)

CASO THALITA | Preso em Piracicaba confessa crime e revela detalhes; sepultamento será hoje (08)

O homem de 27 anos preso em Piracicaba (SP), após matar a jovem Thalita Larissa dos Santos, de 21 anos, a facadas na madrugada de ontem (07), confessou o crime para a Polícia Militar.

Foto: Reprodução/Facebook

Segundo a corporação, o criminoso alegou que invadiu a casa e matou a jovem com três golpes de faca devido ao efeito de uso de crack. Eles eram vizinhos e não tinham nenhum tipo de relação.

Enterro

Segundo o Grupo Bom Jesus, Thalita deixa uma filha. Seu sepultamento acontecerá hoje às 17h no Cemitério Municipal de São Pedro.

O caso

Segundo a Guarda Civil, o crime foi na por volta das 04h30 da manhã na casa onde a vítima morava juntamente com a irmã mais nova. A irmã da vítima contou estava na residência quando ouviu Thalita gritando por socorro. No momento em que ela estava indo até o quarto da irmã, visualizou um homem saindo do cômodo e fugindo.

Já no quarto, a mulher encontrou a irmã esfaqueada na barriga, braço e rosto. A mesma foi socorrida às pressas para a UPA de São Pedro e depois encaminhada para um hospital de Piracicaba devido à gravidade dos ferimentos. Contudo, Thalita não resistiu e morreu por volta das 07h.

O indivíduo acusado de cometer o crime foi preso na tarde de ontem em Piracicaba pela Polícia Militar e encaminhado ao Distrito Policial de São Pedro. Ele estava escondido no bairro Vila Rezende. Ele foi identificado logo após cometer o crime e já tinha passagens pela polícia. A irmã da vítima disse ele já tinha sido visto pelo bairro, mas que Thalita nunca teve um relacionamento com o indivíduo.

Em entrevista para a EPTV, a irmã da vítima disse que Thalita contou para ela no momento em que foi socorrida que havia sido vítima de uma tentativa de estupro. A Polícia Civil investigará o crime.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também