TJ-SP ordena retomada de serviços essenciais após pedido de urgência da Prefeitura de Piracicaba

TJ-SP ordena retomada de serviços essenciais após pedido de urgência da Prefeitura de Piracicaba

Agora são 19h30 desta terça-feira (05), e o PIRANOT entra em plantão para informar que o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) determinou a retomada integral dos serviços públicos em Piracicaba das áreas da segurança, saúde, educação, assistência social, limpeza urbana, trânsito e transportes e finanças, sob pena de multa diária de R$ 50 mil.

Segundo nota recebida pelo PIRANOT, a Prefeitura de Piracicaba entrou na Justiça hoje com ação de dissídio coletivo de greve, com pedido de tutela provisória de urgência, frente a impossibilidade de acordo com o Sindicato dos Trabalhadores Municipais. Liminar foi concedida apontando abusividade da greve. A decisão também determina a retomada de 70% dos demais setores.

O TJ-SP marcou ainda audiência de conciliação para a próxima sexta-feira (08).

Também nesta tarde, o PIRANOT recebeu o contato do vereador André Bandeira (PSDB) que disse que está negociando junto com a mesa diretora da Câmara de Vereadores uma reunião também de conciliação em favor do funcionalismo público.

O PIRANOT pedirá uma nota ao sindicato e anexará nesta notícia assim que tiver.

A tutela

Para o tribunal, a Prefeitura de Piracicaba apresentou documentos que comprovariam que funcionários da saúde, do setor tributário e da Guarda Civil aderiram ao movimento. Alguns deles não podem, como o do setor da saúde. Também foi alegada dificuldade ou interdição no acesso de funcionários em alguns prédios públicos, o que estava proibido.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também