Homem é preso após atirar no cachorro do vizinho em Piracicaba (SP)

Homem é preso após atirar no cachorro do vizinho em Piracicaba (SP)

Um homem foi preso em Piracicaba (SP) na tarde desta quinta-feira (31) após atirar no cachorro do vizinho. O caso aconteceu no bairro de Anhumas e o animal sofreu perfurações próximas ao ouvido. Segundo o tutor do cachorro, o acusado já havia matado outros dois cães dele e descartado os corpos no Rio Tietê. O caso será investigado.

Foto: Divulgação/Guarda Civil Municipal

Segundo informações apuradas pelo PIRANOT, a Guarda Civil Municipal foi acionada até o local do crime e o tutor do cachorro afirmou aos guardas que viu o acusado atirando contra o animal usando uma arma de fogo preta.

A equipe foi até a casa do acusado e o mesmo mostrou o lugar onde a arma estava guardada. Os guardas constataram que era uma arma de pressão, mas que estava adulterada e transformada em arma de fogo de calibre 22. A arma estava com uma munição intacta e no bolso do autor havia um cartucho deflagrado.

Diante dos fatos foi dado voz de prisão ao indivíduo. O tutor do cachorro, o animal ferido e o acusado foram levados até a Unidade de Polícia Judiciária (UPJ). A arma foi apreendida.

O cão passou por atendimento veterinário no Canil Municipal e foi verificado que o animal sofreu duas perfurações próximas ao ouvido. Felizmente nenhum órgão vital foi atingido e o cachorro recebeu alta após receber os devidos cuidados.

Segundo o dono do cachorro, o autor dos disparos já havia matado outros dois cães dele e descartado os cadáveres no Rio Tietê. Ele relatou ainda que um terceiro cachorro dele apareceu na casa com sinais de envenenamento e acabou morrendo. Ele disse na delegacia que suspeita da mesma pessoa, mas não tem como provar essa autoria.

De acordo com ele, naquelas datas o mesmo não possuía meios para se comunicar com a Guarda Civil, mas que há poucos dias conseguiu um aparelho celular e hoje fez a denúncia pois não suportava mais conviver com aquela situação.

Na delegacia foi registrado um Boletim de Ocorrência pelos crimes de maus-tratos e posse ilegal de arma de fogo. O acusado permaneceu preso à disposição da Justiça.

A Polícia Civil vai investigar o caso.

Foto: Divulgação/Guarda Civil Municipal
Foto: Divulgação/Guarda Civil Municipal
Foto: Divulgação/Guarda Civil Municipal

 

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também