Em Piracicaba, cães extremamente magros e famintos são resgatados e tutor multado em R$ 3,5 mil

Em Piracicaba, cães extremamente magros e famintos são resgatados e tutor multado em R$ 3,5 mil

O Núcleo de Bem-Estar Animal e o Setor de Direito Animal da Guarda Civil Municipal de Piracicaba registraram mais uma ocorrência de maus-tratos contra os animais nesta terça-feira (29), no bairro Vila Industrial. Três cães extremamente magros e famintos foram resgatados de uma residência e o tutor multado em R$ 3,5 mil pelo crime de privação de alimentos.

Foto: Divulgação

“Nós do Núcleo de Bem-Estar Animal, em conjunto com o Setor de Direito Animal da Guarda Civil Municipal de Piracicaba, recebemos uma denúncia no dia 29 de março de 2022 de três cães que estavam sofrendo maus-tratos por privação de alimentos.

Seguimos então até o local e constatamos a veracidade dos fatos. O autor estava no local e liberou a entrada da equipe, que entrou e averiguou que realmente os animais estavam magros. Foi determinada a condução do autor para o Distrito Policial (DP) e foi solicitado o apoio da Polícia Civil para que os peritos fossem até o local e registrassem a questão dos maus-tratos documentada e periciada.

O autor do crime foi conduzido então para o DP, onde foi registrado um Boletim de Ocorrência contra ela por crime de maus-tratos e ele vai receber uma multa pela privação de alimentos ou alimentação inadequada de animais”, contou o representante do Núcleo de Bem-Estar Animal.

No local, o tutor dos cães alegou que estava com a água cortada e sem emprego, mas em nenhum momento buscou ajuda para conseguir alimentar os cães adequadamente. “Em todo o caso a gente olhou para a questão do animal, onde a pessoa alegou que não buscou ajuda de outras pessoas ou pediu algum apoio. Não recebemos também essa solicitação de ajuda”, concluiu.

Os cães foram resgatados, alimentados imediatamente e levados para receber os devidos cuidados. “A gente pôde ver um policial da perícia, que está acostumado com mortes humanas, chorar ao ver os animais devorarem a ração, pois não comiam há dias”, relatou a protetora e vereadora Alessandra Bellucci que está acompanhando todo o caso.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Vídeo

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também