CASO CAROLINA | "Disse que faria tudo de novo", diz delegado

CASO CAROLINA | “Disse que faria tudo de novo”, diz delegado

Foi transmitida ao vivo em rede nacional nesta quarta-feira (30), na Record e na Band, a transferência de Anderson dos Santos Andrade, o assassino de Carolina Dini Jorge, de 41 anos, na semana passada. Dados divulgados do primeiro depoimento dele para a polícia são horripilantes.

Segundo o delegado Osvaldo Nico Gonçalves, do DOPE (Departamento de Operações Policiais Estratégicas), o assassino é “marrento” e não se arrependeu do crime que cometeu. “Disse que faria tudo de novo”, contou.

Anderson foi transferido e já está em um presídio de Piracicaba, onde aguardará julgamento.

O conteúdo é triste. Caso queira assistir, clique no play:

Leia as notícias do crime chocante

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também