Servidores públicos de Piracicaba ameaçam greve e gritam "fora Luciano" em assembleia

Servidores públicos de Piracicaba ameaçam greve e gritam “fora Luciano” em assembleia

Em assembleia na noite de ontem (22), os servidores municipais de Piracicaba (SP), rejeitaram, pela segunda vez, a proposta do Governo Luciano Almeida (União Brasil), para o reajuste salarial. Com isso, o estado de greve, decretado neste mês, continua. No ato houve couro para a frase “Fora Luciano”. Assista no vídeo no final da noticia.

Foto: Renata Perazoli

Segundo a Comissão de Negociação do Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Piracicaba e Região, no último dia 15, a Prefeitura ofereceu reajuste de 10,56%. Isso foi rejeitado pela categoria que optou pelo estado de greve, que é um passo antes da paralisação.

Ainda segundo a comissão, os servidores pedem 25% de reajuste, mais R$ 300 de abono.

Uma nova rodada de negociação deve ser iniciada na sexta-feira (25). Os servidores aceitaram uma entrada de 15% agora e mais 6% em maio.

Vídeo

 

 

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também