Justiça decreta prisão preventiva para churrasqueiro que matou patrão em Piracicaba (SP)

Justiça decreta prisão preventiva para churrasqueiro que matou patrão em Piracicaba (SP)

A Justiça de Piracicaba converteu de temporária para preventiva a prisão do churrasqueiro de 35 anos que matou o patrão Carlos Alberto Camargo em um restaurante do bairro Nova Piracicaba. O crime foi no domingo (20), e a audiência de custódia ontem. Isso significa que ele ficará preso por tempo indeterminado.

Foto: Facebook

Em depoimento na polícia, o assassino fez acusações que serão investigadas. Ele faz uso de medicamentos controlados e pode ter tido um surto psicótico.

A vítima Carlos Alberto Camargo, Carlinhos, como era chamado, tinha 47 anos. O assassino foi encaminhado ao “cadeião”, na região do bairro Monte Alegre.

O caso

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também