Consumo de vídeos atinge 99% da população brasileira com acesso à internet e confirma tendência digital

Consumo de vídeos atinge 99% da população brasileira com acesso à internet e confirma tendência digital

Fonte: Unsplash

Os vídeos online estão se transformando no formato consumido por quase todos os brasileiros, algo que já acontece em outros países. Uma pesquisa recente mostra que 99% das pessoas com acesso à web assistem algum conteúdo nesse formato de mídia, seja no YouTube, na Netflix ou até mesmo na Twitch TV.

Isso significa que a tendência de consumo digital está focada neste caminho, onde os vídeos são cada vez mais importantes e estão tomando o espaço que antes era dominado por textos e imagens. Até mesmo os esportes sentem o impacto.

Essa pesquisa foi divulgada recentemente pela Kantar Ibope Media, que desde o ano passado começou a acompanhar o consumo de vídeos online no Brasil. A empresa aponta que 99% dos usuários de internet assistem conteúdos neste formato, com foco nas redes sociais e nas plataformas de streaming. Isso explica a abundância de assinantes que a Netflix possui por aqui, cerca de 20 milhões de usuários ativos, segundo a própria empresa.

O momento é tão positivo para esse formato que não falta investimento na área. As empresas de streaming estão realizando produções com grandes nomes do cinema, como Tom Holland e Robert Pattinson.

Os criadores de conteúdo das redes sociais também não ficam para trás, inclusive com milhões de inscritos e vídeos visualizados no YouTube. Alguns nomes, como Felipe Neto e Whindersson Nunes, são constantemente lembrados na mídia pelo alcance nas redes. Ambos possuem mais de 40 milhões de inscritos nos respectivos canais.

Atualmente, criar conteúdo para as redes sociais também está mais acessível e intuitivo. As próprias plataformas ajudam o usuário, pois isso aumenta a quantidade de conteúdos disponíveis. O Instagram e o TikTok, por exemplo, possuem filtros para que os vídeos tenham efeitos especiais e sejam mais interativos.

Outra possibilidade são os editores gratuitos, como o Movie Maker online da InVideo, que permite a qualquer usuário criar um vídeo de qualidade profissional. A ideia é permitir que cada vez mais conteúdos sejam publicados, e assim toda a rede fique mais rica em conteúdo.

Esporte no caminho da web

Uma evidência do futuro ligado aos vídeos online é a presença de eventos esportivos nos portais de streamings e nas redes sociais.

Por exemplo, o Campeonato Carioca de 2022 teve transmissão de diferentes plataformas 100% digitais, como a Twitch TV  com o jornalista Casimiro Miguel, e também com a própria plataforma da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FFERJ). Ou seja, até mesmo o futebol está deixando a TV tradicional para ganhar espaço na internet.

Isso acontece também em outros esportes, como o vôlei, o basquete e até mesmo o automobilismo. Todas essas modalidades tiveram transmissões em redes sociais populares, como o YouTube e o Facebook.

A ideia é usar a internet em busca de audiência e maior alcance, algo que faz todo o sentido. Afinal, o grande público não está apenas na TV, mas também na internet, como mostrou a pesquisa divulgada pela Kantar Ibope Media. Conseguir uma fatia dos 99% que consomem vídeos online é significativo.

Os vídeos online estão em alta, e isso não é uma grande novidade. Porém, os números divulgados mostram que o consumo pelos brasileiros é quase total, mostrando como a tendência é de continuidade. A criação de conteúdos neste formato também está ficando mais acessível, garantindo uma variedade de temas e tópicos disponíveis.

Seja com as redes sociais ou com o streaming, o audiovisual é o formato a ser consumido, e quem souber aproveitar isso vai sair na frente com as possibilidades no mundo online.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também