Após furtos, Prefeitura realiza manutenção nas escolas municipais do Jardim Glória em Piracicaba

Após furtos, Prefeitura realiza manutenção nas escolas municipais do Jardim Glória em Piracicaba

A Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal de Educação, realizou a manutenção da EMEF Prof. Francisco Benedicto Libardi, localizada no Jardim Glória. Outra escola no bairro, a Hide Maluf, também passa por manutenção. As duas escolas, que atendem cerca de 900 alunos de 0 a 10 anos, tiveram suas atividades prejudicadas devido ao furto das instalações elétricas na madrugada do dia 08 de fevereiro, o que deixou parte dos prédios sem energia elétrica.

Foto: Justino Lucente/CCS

A manutenção na Escola Libardi foi finalizada na última terça-feira (22). A unidade já está funcionando normalmente. Já na escola Hide Maluf, as equipes aguardam o fornecimento de material para finalizar a manutenção do telhado, sendo que toda a parte elétrica já está normalizada.

Mesmo com esse problema, as escolas conseguiram atender os alunos matriculados, visto que algumas salas estavam aptas a atender os alunos e as unidades conseguiram preparar e servir a merenda normalmente.

A equipe de manutenção da Prefeitura fez a substituição dos cabos roubados e de peças danificadas no quadro de energia das escolas, além de parte das telhas que foram quebradas durante a invasão. A equipe aguarda o fornecimento para finalizar a substituição das telhas.

A diretora da EMEI Hide Maluf, Andréa Cristina Pelegrini, comentou sobre as invasões que ocorreram. “A escola tem sofrido há alguns anos com invasões constantes, depredação do Patrimônio e furtos de objetos e, principalmente, de fios, prejudicando o bom atendimento das crianças e da comunidade em geral. Todas as vezes fomos atendidos pelos setores responsáveis do serviço de manutenção. Inclusive recebemos um novo sistema de alarme, monitoramento assistido, parte da reivindicação da escola e da comunidade. Temos buscado parceria com as famílias, ressaltando a importância do cuidado com a nossa escola”, disse.

A Secretaria Municipal de Educação fez um levantamento para identificar as escolas que vêm sofrendo com o vandalismo e furto de equipamentos nos últimos anos. Cerca de 25 escolas entraram nessa lista e são consideradas prioridade nas novas políticas de segurança da secretaria.

“A SME já identificou as unidades com mais problemas e estamos trabalhando em novas soluções para este problema. Uma das soluções seria expandir a quantidade de escolas com vigia noturno e zeladoria, o que já inibe as ações de vandalismo. A secretaria também está analisando a possibilidade de colocar um sistema de alarme e monitoramento em todas as unidades”, explicou o secretário municipal de Educação, Bruno Roza.

Outra ação da SME, em conjunto com a Guarda Civil Municipal, é fortalecer a ronda escolar nessas unidades que sofrem mais danos. O comandante da GCM, Sidney Nunes, visitou as escolas invadidas junto com o secretário Bruno Roza, visualizou a situação e ouviu a necessidade de um maior monitoramento nas unidades.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também