Em protesto por moradias, manifestante é atropelado ao tentar fechar trânsito em Piracicaba

Em protesto por moradias, manifestante é atropelado ao tentar fechar trânsito em Piracicaba

O clima é de bastante tensão às 11h45 desta sexta-feira (18), em frente à Prefeitura Municipal de Piracicaba (SP), onde moradores da Comunidade Renascer exigem que Luciano Almeida (União Brasil, partido criado na fusão do DEM com o PSL), cumpra uma promessa de campanha e desaproprie o terreno particular que foi invadido por eles.

O protesto começou por volta das 07h na comunidade e de lá desceram para a sede do Executivo passando por ruas importantes dos bairros São Jorge, Jaraguá e Chácara Nazareth.

Em determinando momento, o grupo tentou interditar a via em frente à Prefeitura, mas um motorista avançou o bloqueio e um manifestante se segurou em cima do capô do carro, sendo levado até a rotatória da área de lazer. Pelo local, uma viatura da Polícia Militar estava passando e tentou abordar o veículo. Então, o motorista parou o carro, o manifestante conseguiu descer do capô e na sequência ele fugiu em alta velocidade. Uma viatura da Ronda Ostensiva Municipal (Romu) tenta localizar o condutor e o veículo. A vítima não se feriu.

Mais cedo o PIRANOT informou que o prefeito Luciano Almeida, ao ser cobrado para cumprir a promessa de campanha, disse aos moradores que “não era imobiliária”. A fala gerou revolta e está levando os moradores da Renascer de novo para as ruas, mas agora com os ânimos exaltados. O sentimento de traição é generalizado.

A Prefeitura de Piracicaba foi cercada por guardas. A PM também está no local.

O PIRANOT segue por lá acompanhando tudo de perto.

Veja as fotos

 

Foto: Wagner Romano / PIRANOT

 

Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também