Homem tranca UPA com corrente após saber que não tem médico para atender a mãe

Homem tranca UPA com corrente após saber que não tem médico para atender a mãe

Um homem de 36 anos ficou revoltado ao saber que a UPA de sua cidade, Mário Campos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG), que diz oferecer atendimento 24h, não tinha médico. Ele então decidiu “lacrar” a entrada e saída da unidade e foi encaminhado para a delegacia.

Segundo a TV Globo, o caso ocorreu na sexta-feira (04), quando a mãe do morador Gabriel Ferreira, que tem 73 anos, foi queimada por uma lagarta e precisou de atendimento. Ao ir para a UPA, foi informado que teria que ir para Brumadinho, cidade próxima, pois não tinha médico para atendimento.

Acionada, a Polícia Militar liberou as portas da UPA e encaminhou o homem para prestar depoimento na delegacia.

“O problema é recorrente. Há uma unidade 24 horas que não tem médicos e sempre orienta a buscar atendimento em cidades vizinhas, como Brumadinho e Sarzedo”, lamentou ele. A Prefeitura da cidade não quis comentar o caso.

Assista ao vídeo

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também