Vereador Trevisan é condenado a dois anos de prisão em crime que envolve vizinho

Vereador Trevisan é condenado a dois anos de prisão em crime que envolve vizinho

O vereador Laércio Trevisan, do mesmo partido de Jair Bolsonaro, o PL, foi condenado a dois anos de prisão e multa em primeira instância por ameaçar com uma arma um vizinho. A pena foi revertida em serviços comunitários e multa.

Foto: Fabrice Desmonts.

A sentença, publicada hoje (04), é referente a um crime que ocorreu em 12 de fevereiro de 2018 quando o vereador teria se irritado com um vizinho que disse ter se arrependido de ter votado nele, durante uma discussão envolvendo uma chácara, na zona rural da cidade.

Segundo o processo, Trevisan teria sacado uma arma de dentro do porta luvas de seu carro e ameaçou o vizinho, dizendo se a vítima “se meteria” com ele.

A Justiça aceitou denúncia do Ministério Público e condenou o vereador a dois anos de prisão e multa. Por ser réu-primário, ele vai cumprir em sistema aberto, através de serviços comunitários, porém a partir de hoje ele não é mais réu-primário.

Por volta das 19h pedimos nota para o gabinete do vereador e a incluiremos quando recebermos.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também