Boletim PIRANOT às 20h30: rio Piracicaba continua em estado de emergência e sobe mais um pouco

O rio Piracicaba continua subindo, devagar, mas continua. No começo dessa manhã (02), informamos que o manancial, que havia regredido ao estado de alerta, voltou na noite de ontem para o de emergência. Durante todo o dia de hoje, ele se manteve neste estado e agora a noite o mesmo opera em 4,39 metros de profundidade na Rua do Porto. O número é 28 centímetros maior.

Em nota enviada para a imprensa, no começo do dia, a Prefeitura de Piracicaba disse que acompanha o estado do rio e que não há motivo para preocupação. No último balanço divulgado, ela não falou do manancial.

Nota da Prefeitura, na íntegra

A Prefeitura, por meio da Defesa Civil, força-tarefa que reúne várias secretarias, e parceiros, trabalham para minimizar os danos causados pelas chuvas que castigam o município desde a sexta-feira, 28/01.

As ações de limpeza e retirada de materiais inservíveis nos bairros mais afetados pelos alagamentos dos últimos dias tiveram continuidade hoje, 02/02. Coordenada pela Defesa Civil, a Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Sedema) disponibiliza quatro caminhões para a remoção de materiais inservíveis nos bairros Bosque da Água Branca, Maracanã e Morumbi, além de pontos da avenida Professor Alberto Vollet Sachs.
Para concluir o trabalho no bairro Água Branca, está prevista a remoção de entulho e de muro caído na rua Capão Bonito. Na avenida Professor Alberto Vollet Sachs, a limpeza se concentra no trecho entre a rua Campos Salles e rua Frei Luiz Santana, antes da ponte da avenida Cássio Paschoal Padovani e o Terminal Piracicamirim e avenida Piracicamirim.

A empresa Conciv, que disponibilizou caminhões-pipa, retroescavadeira e caminhão basculante à Prefeitura, segue com o trabalho de limpeza das ruas dos bairros Bosque da Água Branca e Morumbi, para retirada da lama acumulada. Até a tarde de ontem, 1º/02, 24 das 25 ruas atingidas por alagamentos no município já tinham sido limpas.

A Defesa Civil e a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads) notificaram hoje seis famílias da Comunidade Pereirinha sobre risco de deslizamento de terra devido às chuvas. Vistoria feita ontem constatou que oito barracos estão em área de risco. Duas famílias não foram encontradas no local hoje e as equipes vão retornar para notificá-las. Além de orientar sobre os riscos, as equipes também informaram que a Prefeitura oferece acolhimento no Ginásio de Lutas, no Jaraguá, equipado com camas e colchões, além de caminhão para a retirada dos pertences. Os dois órgãos estão em constante contato com líderes da comunidade nos últimos dias. Seis das cinco famílias encontradas hoje não quiseram deixar o local, sendo assim, assinaram terno de ciência após a orientação. Uma pessoa recebeu ajuda, nesta tarde, para levar os pertences a casa de conhecidos.
A Secretaria Municipal de Obras (Semob) continua hoje a recuperação das vias do bairro Santa Isabel, onde várias vias tiveram valetas abertas devido às chuvas. Para fazer a manutenção da avenida Jaime Pereira, sentido Centro Cívico/Carrefour (rotatória), que está interditada totalmente, a Semob precisa aguardar as chuvas cessarem para secar o pavimento, uma vez que será necessário ação mais intensa no solo. O reparo emergencial feito ontem, 1º/02, cedeu devido às chuvas. Hoje a Semob também realizou limpeza nas calhas do Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes.

Desde o sábado, 29/01, a Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Sedema) atendeu 21 ocorrências envolvendo corte, poda e recolhimento de árvores e galhos na rua Ademar Pereira de Barros, Unileste, no Mirante, rua Rosamaria Hercoton, avenida Dona Francisca cruzamento com a Presidente Kennedy, rua Fidelis Stolf cruzamento com a rua Ernesto Ferreira Coelho e Travessa Caetano Romano cruzamento com a rua Alfredo Guedes. Também foram atendidos casos na avenida Professor Alberto Vollet Sachs cruzamento com a rua Frei Henrique de Coimbra, rua Campos Salles cruzamento com a rua Fernando Altafim, rua Manoel Alexandre Tavares de Brito, Rua Vitorio Magossi, rua Ruy Teixeira Mendes, próximo ao Carrefour, rua Alferes José Caetano cruzamento com a rua XV de Novembro, avenida Monsenhor Jerônimo Gallo cruzamento com a rua Lourenço Ducatti. Ontem, as ocorrências foram na rua Herculano Mônaco, Jardim Planalto e Travessa Valter Fernando Altafim, Vila Independência, e hoje na rua João Sampaio, travessa Maria Maniero, avenida Miguel Caparros cruzamento com a rua Iugoslava, rua Campos Salles e estacionamento da Prefeitura.

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, Trânsito e Transportes (Semuttran) informa que algumas linhas do transporte coletivo que atendem a Zona Rural sofreram alterações devido às chuvas.

São elas:

119- Godinhos – Não atende a Agrofapi e Fazenda Ribeiro, com risco de atolamento; 223 – Parque Peória – Linha continua a operar com certo atraso devido ao risco de atolamento; 309- Campestre – Segue em atraso, devido a estrada escorregadia; 405 – Paredão Vermelho, conexão Ártemis – atende trajeto parcialmente por conta de valetas; 813 – Almeida – desvio pela Estrada de Anhumas, com risco de atolamento; 712 – Pau D’Alhinho (Via Jardim Jupiá) – Não atende a Estrada Municipal Sargento Florêncio Ferreira, que está escorregadia, com risco de atolamento.
As linhas que atendem o TPI estão em estado de atenção em caso de alagamento do ribeirão Piracicamirim. As linhas que atendem a Rua do Porto também seguem em alerta em caso de alagamento do rio Piracicaba.

A Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Sema) prioriza os casos mais críticos no atendimento de manutenções de estradas rurais. Em relação às pontes, até que as chuvas cessem e o nível dos ribeirões abaixe um pouco, a equipe da Sema não pode realizar manutenções e reparos, porque há risco inclusive para a equipe que executa o serviço e aos maquinários utilizados. Com a mudança das condições, já será iniciado o processo de reparo nas pontes. Permanecem interditadas: Ponte da Mangueirinha – Santa Olímpia; Ponte Dr. Plínio – Anhumas; Ponte do Maninho – estrada da Pedra Branca; Ponte na estrada Luiz Marchini – bairro Pau Queimado. A equipe da Divisão de Obras Rurais da Sema está em campo monitorando estradas e pontes e fazendo interdições caso haja risco.

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads) tem buscado atender as famílias atingidas pelas chuvas dos últimos dias. A orientação é que as pessoas procurem os Cras (Centros de Referência de Assistência Social), unidades Jardim São Paulo, Mário Dedini, Novo Horizonte, Piracicamirim, São José e Vila Sônia para que as equipes realizem o levantamento das demandas, orientem e façam os encaminhamentos necessários.

As equipes dos Cras seguem priorizando o atendimento nas unidades. Além disso, continuam com as articulações junto às lideranças comunitárias para o fortalecimento no atendimento das necessidades das famílias atingidas.

Até o momento, 19 pessoas entraram em contato com os Cras. As unidades também fazem orientações para o Cadastro Único, Cadastro Emdhap, verifica se na composição familiar há idosos, crianças, adolescentes, gestantes ou bebês, com o objetivo de incluir essas famílias nos serviços e benefícios ofertados pelos Cras.

Informar Erro
Leia também