CPFL nega abertura de barragem como disse prefeito de Piracicaba em vídeo alarmante

Empresa não cita o prefeito, mas a informação partiu dele em vídeo publicado nas redes sociais.

O prefeito de Piracicaba (SP), Luciano Almeida (DEM), foi apontado indiretamente por espalhar fake-news no domingo (30), quando anunciou em um vídeo que as comportas de Americana (SP) haviam sido abertas, situação que provocaria alagamentos em alguns pontos da cidade. A CPFL Renováveis, responsável pela Barragem de Salto Grande, desmentiu e disse que isso não ocorreu.

Foto: CCS

Em um vídeo publicado nas redes sociais, o prefeito aparece ao lado de integrantes da Defesa Civil e diz que a hidroelétrica tinha atingido 95% da sua capacidade e, por isso, abriu as comportas. O vídeo pode ser assistido em nosso canal no YouTube.

Segundo nota enviada ontem para a imprensa, a informação de que foi necessário abrir as comportas por conta da represa ter atingido 95% da capacidade, o que teria piorado ainda mais a situação da cheia do Rio Piracicaba, não é verdadeira.

Ainda segundo a CPFL Renováveis, a represa segue gerando energia com duas máquinas e neste momento está com as três comportas da PCH Americana fechadas. A empresa reitera que a PCH Americana conta com o monitoramento e operação remota 24 horas por dia, realizado pelo Centro de Operação Integrado (COI) da CPFL Renováveis – além de um grupo de especialistas que acompanham a fluência do reservatório, e, em qualquer incidente, podem acionar os órgãos da Defesa Civil, conforme previsto no Plano de Ação de Emergência (PAE).

Prefeito visita barragem

Foto: CCS

O prefeito Luciano Almeida visitou a barragem. Sobre isso, leia na íntegra o que diz a Prefeitura sobre a ocasião:

O prefeito Luciano Almeida visitou na tarde de hoje, segunda-feira, 31/01, a barragem da empresa CPFL Energia, em Americana. A visita faz parte da força-tarefa coordenada pela Prefeitura devido às chuvas que castigaram a cidade de Piracicaba nos últimos três dias, tendo como situação mais crítica ontem, domingo, 30/01, com pontos de alagamentos, e o rio Piracicaba atingiu o nível de 4,81 metros por volta das 16h. O rio extravasa quando alcança o nível de 4,70 metros.

Durante a visita, o prefeito Luciano Almeida solicitou ao gerente de operações da empresa CPFL Energia, Waldemar Tralli Júnior, para que haja um canal de comunicação mais frequente entre a empresa e Piracicaba, e não somente em momentos de alerta que ocorrem com mais frequência no período úmido, que compreende os meses de dezembro a abril, com maior incidência de chuvas. O prefeito vai formalizar esse pedido por meio de ofício nos próximos dias.

“A barragem já tem um protocolo para emitir alerta sobre suas ações, chamado PAE (Plano de Ação de Emergência), que, dependendo do nível do represamento, deve emitir comunicado. Mas acontece que o rio Piracicaba também sofre influências de outros rios. Sendo assim, quando o rio Piracicaba estiver em estado de atenção, é importante que tenhamos ciência de toda e qualquer ação na barragem para que possamos tomar todas as medidas necessárias”, afirma Luciano Almeida.

Também participaram da reunião o diretor presidente da Agência das Bacias PCJ, Sérgio Razera, o coordenador da CT-MH/Comitês PCJ, Alexandre Vilella, o secretário municipal de Meio Ambiente de Americana, Fábio Oliveira, o coordenador da Defesa Civil de Americana, João Miletta, e o diretor do DAEE (Departamento de Águas e Energia Elétrica), Felipe Gobet de Aguiar.

Informar Erro

Só falta você!

O PIRANOT se prepara para alcançar meio bilhão de acessos até o final de 2023. Queremos que você faça parte ainda mais da nossa história. Por isso, convidamos você para seguir nosso conteúdo no Google News e ajudar o portal de notícias a alcançar ainda mais espaço nacionalmente. Clique aqui e siga-nos

Leia também