Além do rio Piracicaba, ribeirão da zona leste também extravasa e alaga bairros

Além do rio Piracicaba, ribeirão da zona leste também extravasa e alaga bairros

Na região do bairro Morumbi, na zona leste de Piracicaba (SP), o ribeirão Piracicamirim também transbordou e deixou ruas e casas alagadas. A mesma coisa no Maracanã. Há previsão de mais chuvas na cidade e na região.

Em uma das imagens que recebemos, um idoso é resgatado de dentro de um carro no Morumbi.

Veja as imagens:

Boletim da Prefeitura atualizado às 20h

Durante todo o domingo, equipes da Defesa Civil e das secretarias municipais trabalharam para amenizar os efeitos das chuvas em Piracicaba, no monitoramento do rio e também no atendimento às pessoas que tiveram suas casas invadidas pelas águas.

Por volta das 16h, o rio Piracicaba extravasou, na avenida Alidor Pecorari, ultrapassando os 3,70 metros e, por volta das 17h, atingiu os 4,81 metros. No entanto, os maiores prejuízos foram causados pelo ribeirão Piracicamirim, que também saiu do seu leito, invadiu a avenida Alberto Vollet Sachs, ruas e casas de bairros que ficam próximos, entre eles Morumbi, Maracanã, Serra Verde, Alvorada.

Equipes da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads) visitaram as famílias atingidas durante todo o dia, em bairros e comunidades. Um caminhão foi oferecido para que as pessoas retirassem seus pertences. Além disso, foram informados os locais para que as famílias que tiveram suas casas alagadas passassem a noite.

Os locais disponibilizados pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Atividades Motoras (Selam), são o Centro de Excelência Paralímpico, no bairro Mário Dedini, e o Ginásio de Lutas, no Jaraguá, todos equipados com camas e colchões. De acordo com a Smads, por enquanto, nenhuma família quis sair de sua casa.

A Defesa Civil continua monitorando o nível dos rios e os locais alagados. Às 20h20, o nível do Piracicaba era de 4,72 metros.

Caso haja algum risco de alagamento ou outra situação de emergência a população deve entrar em contato com a Defesa Civil e Guarda Civil pelos telefones 199 e 153.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também