Família tenta esconder caso de pedofilia e faz criança passar mal em escola na RMP

Família tenta esconder caso de pedofilia e faz criança passar mal em escola na RMP

Uma palestra sobre abuso infantil em uma escola ajudou a Polícia Militar, que promove os eventos, a salvar mais uma criança da própria família, que estava acobertando um caso de pedofilia para a população da cidade de Santa Maria da Serra, na Região Metropolitana de Piracicaba, local onde ocorreu o crime, “não ficar comentando”.

Segundo o Boletim de Ocorrência, uma mãe de 42 anos procurou a polícia para informar que no Dia das Mães do ano passado, o cunhado dela, de 51 anos, teria aproveitado o evento na casa da sogra, mãe da autora, para perseguir a filha dela, de 10 anos, assediando a criança com palavras e, em dado momento, fisicamente.

Segundo o documento obtido pelo PIRANOT, a mãe relatou que a filha, dias depois da festa, contou que o tio havia lhe dito coisas e, quando ficaram sozinhos, ele a pegou por trás e apalpou seus seios. A mulher na época não foi à polícia e se reuniu com a família para contar a todos sobre o crime. Juntos, decidiram esconder, pois temiam a vergonha pública, já que Santa Maria da Serra é pequena e “o povo fala”.

Ocorre que em novembro, na escola da vítima, durante uma palestra da PM sobre abuso, onde as crianças são orientadas a respeito desses casos de pedofilia, a menina de 10 anos passou mal e acabou contando para a polícia e para direção da escola o que o tio fez com ela. A mãe foi chamada e ameaçada que se caso não fizesse o registro do caso, a escola e a PM fariam.

Ainda segundo o BO, como estava demorando para a polícia intimá-la, a mãe decidiu ontem (17) ir até a polícia e registrar o crime. Questionada de como se sentiu por esconder o crime a pedido da família, ela disse que “se sentiu muito mal em ter aceito o conselho e ficou de acordo com o que a diretora e a Policial Militar iriam fazer”.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também