Unimed explica demora em atendimento para Covid e gripe em Piracicaba (SP)

Unimed explica demora em atendimento para Covid e gripe em Piracicaba (SP)

O PIRANOT conversou no começo da noite desta terça-feira (04) com o presidente da Unimed Piracicaba, o Doutor Carlos Joussef, que está no cargo desde 2012. O contato foi motivado por reclamações recebidas pelo jornal sobre a demora no atendimento para pacientes com suspeita de Covid e gripe.

Foto: Wagner Romano / Jornal PIRANOT

Segundo o presidente, o plano de saúde tem se esforçado para enfrentar o atual momento pandêmico e epidêmico que passa a cidade e o Estado. “Acabei de assinar a compra de mais 10 mil testes para Covid e contratei mais um médico para abrir mais uma sala de atendimento e dar vazão ao alto fluxo”, disse.

A maioria das reclamações ao PIRANOT foi a respeito da demora para o atendimento. O presidente da Unimed explicou o que motiva. “Há questões burocráticas. Para testarmos um paciente temos que abrir uma ficha, fazer o exame, realizar uma série de procedimentos que demoram cerca de quatro horas. Infelizmente é o tempo necessário”, disse.

Joussef falou da importância da vacinação ao ser questionado se graças a elas os casos de Covid não estavam se agravando como antes. “Hoje tenho apenas dois pacientes internados, embora nesta data estarmos atendendo cerca de mil pessoas com sintomas gripais em menos de 24h. É o maior número que já registramos desde o começo da pandemia. Nosso maior fluxo, ano passado, foi de quase 400 pacientes, no pico da doença.”, disse.

A Unimed diz se orgulhar de ser o único plano de saúde hoje na cidade a testar todos que tenham sintomas compatíveis com Covid e desde o começo da pandemia não ter perdido nenhum funcionário para a doença.

O PIRANOT ouviu o presidente da Unimed via telefone.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também