Motorista do ônibus que atropelou e matou ciclista em Piracicaba vai responder por homicídio culposo

Motorista do ônibus que atropelou e matou ciclista em Piracicaba vai responder por homicídio culposo

Na manhã desta segunda-feira (22)

O motorista do ônibus que atropelou e matou o ciclista José da Costa Gonçalves, de 57 anos, na manhã desta segunda-feira (22), na Avenida Comendador Luciano Guidotti, próximo à sede da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Semuttran), em Piracicaba (SP), vai responder por homicídio culposo (quando não há a intenção de matar) na direção de veículo automotor.

Ciclista José da Costa Gonçalves morto atropelado por ônibus – Foto: Arquivo

Segundo noticiado anteriormente pelo PIRANOT, ainda por circunstâncias a serem esclarecidas pela Polícia Civil, o ônibus passou por cima da vítima enquanto ela transitava pela via. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas a morte era evidente e não tinha mais o que ser feito.

O ônibus teria saído de São Pedro (SP), com sentido a São Paulo, e estava transportando cerca de 15 passageiros no momento do acidente. O motorista, de 44 anos, disse somente que ouviu um barulho forte na traseira do ônibus e parou. Quando ele desceu do veículo, visualizou o sangue na roda e em seguida viu o corpo de José da Costa Gonçalves ao lado da bicicleta.

A Polícia Militar foi acionada e isolou a área para a perícia da Polícia Civil. O trecho da avenida foi interditado e o trânsito sentido Centro registrou lentidão.

Sepultamento

O velório de José da Costa Gonçalves ocorreu nesta terça-feira (23), a partir das 07h30 e o sepultamento ocorreu às 11h, no Cemitério Parque da Ressurreição.

Protesto

Na noite de ontem (23), cerca de 500 ciclistas e diversas pessoas a pé fizeram um protesto contra a morte do ciclista. O ato foi acompanhado pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Semuttran).

A concentração começou por volta das 19h, na frente da Coplacana, e seguiu até o local onde ocorreu o atropelamento e morte da vítima. O grupo usou cartazes com frases de “Basta a Impunidade”, se referindo ao motorista do ônibus que não respeitou as leis que garantem a segurança dos ciclistas, e também a frase “Ciclovias Salvam Vidas”. Veja vídeos do protesto clicando aqui.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também