Sede administrativa da Polícia Militar Ambiental será transferida pela 1ª vez para Piracicaba (SP)

Sede administrativa da Polícia Militar Ambiental será transferida pela 1ª vez para Piracicaba (SP)

O processo de instalação está em andamento, com adequações no prédio que abrigará a Sede

A sede administrativa da 2ª Companhia do 5º Batalhão da Polícia Militar Ambiental do Estado de São Paulo será transferida para Piracicaba (SP). O processo de instalação está em andamento, com adequações no prédio que abrigará a Sede, localizado no Parque das Cidades, na Rodovia Geraldo de Barros. Com a mudança, o município será pela primeira vez sede do Comando da Ambiental, abrangendo 46 municípios do Estado. Pelotões operacionais permanecem nos municípios de Rio Claro, Pirassununga e São João da Boa Vista.

Segundo Helington Ilgges da Silva, comandante da 2ª companhia, é importante que a sede esteja no município porque Piracicaba é um importante centro regional. “É interessante porque Piracicaba é um grande centro regional e é o maior município dos 46 atendidos. Além de população e condição econômica, é onde ficam os grandes comandos da Polícia, como a sede do CPI 9, Deinter 9 e o Centro de Aviação da Polícia Militar, além de ter uma unidade da Polícia Federal. Com a sede da Polícia Ambiental fica mais fácil o trabalho e a gestão de todos os 46 municípios. É uma sede à altura do município”, disse.

Compõem os municípios que integram a 2ª Companhia: 1º PEL (Pirassununga) Araras, Artur Nogueira, Conchal, Cordeirópolis, Engenheiro Coelho, Espírito Santo do Pinhal, Estiva Gerbi, Itapira, Leme, Limeira, Mogi Guaçu, Mogi Mirim, Pirassununga, Santa Cruz da Conceição, Santa Cruz das Palmeiras. 2º PEL (São João da Boa Vista) Aguaí, Caconde, Casa Branca, Divinolândia, Itobi, Mococa, Santo Antônio do Jardim, São José do Rio Pardo, São João da Boa Vista, São Sebastião da Grama, Tambaú, Tapiratiba, Vargem Grande do Sul e Águas da Prata. 3º Pel (Rio Claro) Analândia, Águas de São Pedro, Brotas, Charqueada, Corumbataí, Ipeúna, Iracemápolis, Itirapina, Mombuca, PiracicabaRio Claro, Rio das Pedras, Saltinho, Santa Gertrudes, Santa Maria da Serra, São Pedro e Torrinha.

POLICIAMENTO AMBIENTAL – Segundo informações do site da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, o Policiamento Ambiental possui 100 unidades de atendimento integradas com efetivo de homens e mulheres dedicados ao policiamento ambiental. Conta com mais de 500 viaturas quatro rodas e náuticas, além de motocicletas e recursos de monitoramento por satélites que vigiam as regiões de interesse e locais de difícil acesso.

Atua de maneira especial nas regiões de relevante interesse ambiental, como nas Unidades de Conservação do Estado, que juntas somam mais de 760 mil hectares. Integrado com a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, o policiamento ambiental promove o programa Estadual de Conciliação Ambiental reconhecido e aprovado pela sociedade paulista.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também