Mulher morta atropelada em avenida de Piracicaba (SP) é identificada

Mulher morta atropelada em avenida de Piracicaba (SP) é identificada

Ela tinha 63 anos

A mulher que morreu no começo da tarde desta quarta-feira (13) após ser atropelada por uma motocicleta na Avenida Antonio Fazanaro, em Piracicaba (SP), foi identificada como Glicéria Esteves Xavier, de 63 anos. Ela faria 64 no dia 20 de outubro. A vítima era natural de Salinas (MG), mas morava aqui na cidade. Ela deixa o marido e uma filha.

Conforme o PIRANOT noticiou ontem, o motociclista alegou que seguia pela via, no sentido Paulista, quando avistou a mulher atravessando em área imprópria, não conseguindo frear ou desviar a tempo de evitar o atropelamento.

O SAMU foi acionado ao local e os socorristas tentaram por vários minutos reanimar a vítima, mas sem sucesso.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP), o condutor da motocicleta, de 31 anos, é habilitado e aguardou o socorro à vítima.

O caso foi registrado como homicídio culposo (sem intenção de matar) na direção de veículo automotor no 2º Distrito Policial de Piracicaba, que investiga os fatos. Foi solicitada perícia para o local e o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

Equipes da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Semuttran), Polícia Militar e perícia da Polícia Científica também estiveram ao local. A avenida foi interditada durante o atendimento da ocorrência.

Velório e sepultamento

O velório de Glicéria Esteves Xavier ocorrerá nesta quinta-feira (14), a partir das 13h, na sala C do Velório do Cemitério Parque da Ressurreição. O sepultamento está marcado para às 16h no mesmo cemitério.

 

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também