Empresa demite 1.400 funcionários que se recusaram a tomar vacina contra Covid nos EUA

Empresa demite 1.400 funcionários que se recusaram a tomar vacina contra Covid nos EUA

A obrigatoriedade da vacinação para profissionais de saúde entrou em vigor na semana passada em Nova York

A maior operadora de planos de saúde do estado de Nova York, nos Estados Unidos, a Northwell Health, demitiu 1.400 funcionários que se recusaram a tomar a vacina contra a Covid-19, revelou o porta-voz da empresa, Joe Kemp, nesta segunda-feira (04). As informações são do G1.

A obrigatoriedade da vacinação para trabalhadores de saúde entrou em vigor na semana passada em Nova York. Vários outros estados, incluindo a Califórnia, impuseram medidas similares.

Assim como outras operadoras que também dispensaram trabalhadores que não cumpriram com a exigência de vacinação, os empregados despedidos representam uma pequena porcentagem da força de trabalho da Northwell, que tem mais de 76 mil funcionários, todos agora imunizados.

A Northwell anunciou a obrigatoriedade da vacinação em agosto, semanas antes do decreto estadual. A exigência da empresa se estende tanto para os funcionários clínicos quanto para os não clínicos.

Kemp disse que as demissões não terão impacto nos cuidados dos pacientes distribuídos pelos 23 hospitais da Northwell e em outras instalações.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também