Conmebol rejeita pedido para anular semifinal entre Atlético Mineiro e Palmeiras

Conmebol rejeita pedido para anular semifinal entre Atlético Mineiro e Palmeiras

Clube mineiro ainda pode recorrer da decisão

Em documento publicado na noite de ontem (04) em seu site, a Conmebol revelou que os pedidos do Atlético Mineiro pela anulação do gol do Palmeiras ou pela repetição do segundo duelo pela semifinal da Copa Libertadores foram rejeitados. A decisão foi assinada pelo presidente da Comissão Disciplinar da entidade, Eduardo Goss Brown.

Também de acordo com a decisão, existe a possibilidade de recurso do Galo. Para isso, o clube mineiro deve acionar a Comissão de Apelações da Conmebol até 24 horas depois da notificação sobre a determinação.

A reclamação do Galo diz respeito ao lance do gol de empate do clube paulista na partida disputada na última terça-feira (28 de setembro) no Mineirão, em Belo Horizonte. Na ocasião, o atacante Deyverson, que figurava entre os reservas do Palmeiras, estava dentro do gramado antes mesmo que Dudu igualasse ao placar, aos 23 do segundo tempo. O Atlético alegou descumprimento do regulamento (atletas no banco de reservas não podem entrar em campo com a bola em jogo) para pedir uma de duas possíveis ações: a anulação da jogada ou a realização de uma nova partida.

Caso a decisão da Conmebol se mantenha, o Palmeiras será o adversário do Flamengo na final da competição, marcada para acontecer no dia 27 de novembro, em Montevidéu, no Uruguai.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também