Após autorização judicial, uma das vítimas de acidente aéreo em Piracicaba (SP) é cremada

Após autorização judicial, uma das vítimas de acidente aéreo em Piracicaba (SP) é cremada

O corpo de Camila Meneghel Silveira Mello Zanforlin, umas das vítimas do acidente aéreo em Piracicaba (SP), no dia 14 de setembro de 2021, foi cremado na última quinta-feira (23). Segundo informações apuradas exclusivamente pelo PIRANOT, a cerimônia foi restrita aos familiares e aconteceu no crematório da cidade.

Ainda de acordo com informações, familiares aguardavam autorização judicial para que a cremação pudesse ser realizada devido a Lei n. 6.015 /73, que estabelece, em seu artigo 77, § 2º, que nos casos de morte violenta a cremação somente será feita com autorização judicial.

Camila tinha 48 anos e morreu após o avião bimotor em que ela e a família estava cair e explodir. O pai Celso Silveira Mello Filho, de 73 anos, a mãe Maria Luiza Meneghel Silveira Mello, de 71 anos e os irmãos gêmeos Celso Meneghel Silveira Mello e Fernando Meneghel Silveira Mello, de 46 anos, também morreram carbonizados na tragédia aérea.

Somente Camila foi cremada. Os pais e os irmão foram velados no Espaço Beira Rio e sepultados no Cemitério da Saudade no dia 15 de setembro. Além da família Silveira Mello, o piloto Celso Elias Carloni, de 39 anos, e o copiloto Giovanni Dedini Gullo, de 24 anos, também morreram no acidente.

Seis das vítimas fatais do acidente aéreo em Piracicaba (SP) – Fotos: Reprodução

 

 

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também