Piloto e copiloto mortos em queda de avião foram velados e sepultados hoje (16) em Piracicaba (SP)

Piloto e copiloto mortos em queda de avião foram velados e sepultados hoje (16) em Piracicaba (SP)

Durante a manhã e tarde de hoje (16) aconteceram os velórios e sepultamentos do copiloto Giovanni Dedini Gullo, de 24 anos, e do piloto Celso Elias Carloni, de 39 anos, vítimas do acidente aéreo desta terça-feira (14) em Piracicaba (SP). Os corpos dos dois foram liberados pelo Instituto Médico Legal (IML) na tarde desta quarta-feira (15).

O velório do piloto Celso teve início por volta das 08h e foi até 11h. O sepultamento foi na sequência, no Cemitério Parque da Ressurreição. Já o copiloto Giovanni foi velado desde às 10h, na sala 6 do Velório da Saudade. O sepultamento foi realizado no Cemitério da Saudade, às 13h.

No mesmo acidente morreram o empresário sócio da Raízen/Cosan Celso Silveira Mello Filho, 73 anos, a esposa Maria Luiza Meneghel Silveira Mello, 71 anos, os filhos do casal: os gêmeos Celso e Fernando Meneghel Silveira Mello, 46 anos e Camila Meneghel Silveira Mello Zanforlin, 48 anos. A família foi velada nesta quarta-feira no Espaço Beira Rio em Piracicaba (SP) e depois houve cortejo até o Cemitério da Saudade. Camila foi cremada.

Fotos velório piloto

Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT

Fotos velório copiloto

Foto: Danilo Telles
Foto: Danilo Telles

A queda e investigação

De acordo com os bombeiros, o avião saiu do Aeroporto de Piracicaba (SP) com destino ao Pará e caiu segundos depois, pouco antes das 09h, em uma área verde do bairro Santa Rosa. Após atingir alguns eucaliptos durante a queda, a aeronave explodiu e teve início um forte incêndio na mata.

Cerca de 100 pessoas foram mobilizadas no local para auxiliar na ocorrência, segundo informou a Prefeitura. O prefeito Luciano Almeida (DEM) foi até o local e se pronunciou sobre o trágico acidente. Logo após o acidente, o prefeito decretou luto oficial de três dias no município pelas mortes dos ocupantes do avião.

O caso será investigado pela Polícia Civil e Seripa de São Paulo, órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

A Força Aérea Brasileira informou que os investigadores do Cenipa vieram até Piracicaba (SP) para identificar indícios, fotografar o local e retirar partes da aeronave para análise, além de ouvir testemunhas e reunir documentos.

Não há prazo definido para a conclusão desse trabalho. O objetivo, segundo o órgão, é evitar que novos acidentes com as mesmas características desse aconteçam.

Leia tudo sobre o trágico acidente:

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também