Indústria da família Dedini opta por não se pronunciar sobre morte de copiloto

A empresa da família Dedini optou por não se pronunciar sobre o acidente que matou o copiloto Giovanni Dedini Gullo, de 24 anos. Ele era o copiloto no avião que caiu ontem (14). O corpo do jovem será velado e sepultado nesta quinta-feira (16), no cemitério da Saudade.

Foto: Redes Sociais

Conforme o PIRANOT informou anteriormente, Giovanni era nascido em São Paulo (SP), mas morava em Piracicaba, onde a família mantém a empresa de equipamentos industriais. Ele seria neto dos donos.

A assessoria da empresa foi procurada, mas preferiu não se posicionar. Não há informações sobre a carreira dele na aviação.

Leia tudo sobre o trágico acidente:

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também