Homem é preso por matar colega, cortar seu pênis e colocá-lo dentro de panela após recusar sexo

Ele matou o homem de 56 anos e arrastou o corpo até uma praia de Itanhaém. Criminoso relatou que a vítima tentou ter relações sexuais com ele, mas ele recusou e o matou

Um homem de 48 anos foi preso por matar outro homem, de 56 anos, cortar o pênis da vítima, jogar dentro de uma panela e depois arrastar o corpo até uma praia em Itanhaém, no litoral de São Paulo. A prisão ocorreu em São Vicente e foi confirmada pela Polícia Civil na tarde desta quinta-feira (09).

O corpo da vítima foi encontrado na faixa de areia da praia, no bairro Gaivota, com sinais de violência, uma facada entre o tórax e o pescoço e com o órgão genital decepado. Os policiais iniciaram as investigações e apuraram que o crime aconteceu em uma pousada.

No quarto da pousada, várias manchas de sangue foram encontradas. No local, os policiais também encontraram o pênis da vítima dentro de uma panela.

Policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itanhaém prenderam o criminoso em uma casa localizada na Avenida Marquês de São Vicente. Segundo a polícia, o crime aconteceu no dia 28 de agosto e até agora o homem era considerado foragido.

Ele contou à polícia que teve uma desavença com a vítima no quarto da pousada. Os dois faziam uso de cocaína e a vítima teria tentado ter relações sexuais com ele. Após recusar o sexo, ele disse que então golpeou e matou o homem.

Ele ainda tentou limpar o local do crime, mas não conseguiu e arrastou o corpo da vitima até a praia. Depois, ele fugiu.

O criminoso, que já possui antecedentes criminais por diversos crimes, dentre eles furto, roubo, receptação, ameaça e lesão corporal, foi encaminhado à Cadeia Pública de Peruíbe, cidade localizada também no litoral paulista.

*** Com informações do G1

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também