Piracicaba (SP) está entre as 50 cidades do Brasil que mais contrataram com carteira assinada

Piracicaba (SP) está entre as 50 cidades do Brasil que mais contrataram com carteira assinada

Piracicaba está ranqueada entre as 50 cidades do país que mais contrataram com carteira assinada no primeiro semestre de 2021, com a criação de 4.108 novos postos de trabalho. O resultado coloca o município em 12º lugar no Estado de São Paulo entre os que mais criaram empregos com carteira assinada. O número representa o saldo entre admissões e demissões no período. A informação foi divulgada nesta terça-feira (03) pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) ao noticiar que o Brasil gerou 1,5 milhão de empregos formais de janeiro a junho deste ano. Os dados mostram um cenário favorável, lembrando que no mesmo período em 2020 foram fechadas 1.198.363 vagas no mercado de trabalho.

Nos primeiros quatro meses do ano, a Indústria foi quem apresentou o melhor saldo na geração de empregos em Piracicaba. No mês de maio, quem liderou as contratações foi o segmento do Comércio. A Construção Civil, por sua vez, apareceu em 1° lugar na geração de empregos formais no mês de junho.

Diante do cenário apresentado, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (Semdettur), José Luis Guidotti Jr. comentou que, mesmo diante de todas as incertezas do 1º semestre, com o pico da 2ª onda da pandemia do Coronavírus nos meses de abril e maio, Piracicaba tem mantido um bom desempenho em 2021.

“Desde o início do ano temos apresentado um saldo positivo, com as contratações superando o número de demissões, o que reforça nosso entendimento que o 2º semestre será de expansão do mercado e, consequentemente, ampliação das ofertas de emprego”, ressaltou o secretário.

TURISMO AQUECIDO – Para Guidotti Jr., os setores que mais devem crescer nos próximos meses na geração de empregos formais são a Indústria, Construção Civil, Comércio, Serviços e Turismo. “O Turismo é um setor que está aquecido com o avanço da vacinação, diminuição de contaminados pela pandemia e melhoras nos números da saúde de maneira geral. Com a reabertura parcial, já observamos uma demanda expressiva, sabendo que as viagens de curta distância serão privilegiadas pelo turista, o que deve aquecer nossa região neste processo de retomada”, frisou.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também