Piracicaba (SP): organizador de festa clandestina proíbe a entrada da força-tarefa e será multado

Piracicaba (SP): organizador de festa clandestina proíbe a entrada da força-tarefa e será multado

A força-tarefa criada pela Prefeitura para coibir o desrespeito aos protocolos de prevenção à Covid-19 foi proibida de entrar numa festa que aconteceu no último sábado (31) em uma chácara no distrito de Tupi. O organizador do evento, já conhecido da força-tarefa por ser reincidente, será autuado e multado, assim como o proprietário do imóvel e os músicos que participavam da atividade irregular, todos conhecidos pela força-tarefa. Não foi possível identificar quantas pessoas estavam aglomeradas no local. Essa foi a principal ocorrência registrada durante blitz noturna, que aconteceu de 30 de julho a 01 de agosto, com a fiscalização de 49 eventos, que resultaram em 4 notificações e 5 interdições.

Bar interditado no bairro Cecap. Foto: Divulgação

Por meio de denúncia anônima, a força-tarefa interditou outra festa clandestina realizada no bairro Taquaral, também no sábado, que reunia aproximadamente 60 pessoas. Neste caso não houve resistência e o proprietário do local receberá um auto de infração. Na sexta-feira (30), a equipe interditou as atividades de um bar/adega no bairro Cecap que promovia aglomeração.

SEGUEM PROIBIDOS – Segundo o Plano São Paulo do Governo do Estado, os eventos que geram aglomerações – casas noturnas, shows de médio e grande porte, competições esportivas com público, etc, continuam proibidos, com possibilidade de reabertura condicionada aos resultados de eventos modelo, sob supervisão das autoridades de saúde e averiguação pelo Centro de Contingência do Coronavírus.

PARA DENUNCIAR – As denúncias sobre festas clandestinas e aglomerações podem ser feitas pelos telefones 199 (Defesa Civil), 153 (Guarda Civil) e 3426-1996 (Pelotão Ambiental)

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também