Pedágios em Piracicaba e São Pedro começam a funcionar amanhã (28); veja os valores

Cobranças acontecem nas rodovias Geraldo de Barros (SP-304) e Hermínio Petrin (SP-308)

As novas praças de pedágio na região de Piracicaba (SP) começam a funcionar a partir da meia-noite desta quarta-feira (28). As cobranças acontecem nas rodovias SP-304 e SP-308, entre Piracicaba e os municípios de São Pedro (SP) e Charqueada (SP), respectivamente. Veja todos os valores na tabela no final do texto.

Foto: Eixo SP/Divulgação

A instalação dos pedágios faz parte da concessão para a Eixo SP de mais de 1,2 mil quilômetros de rodovias que ligam essa região, no centro do Estado, até a região oeste, na divisa com o Mato Grosso do Sul.

Rodovia Geraldo de Barros

Na Rodovia Geraldo de Barros (SP-304), no km 183+400 entre Piracicaba e São Pedro, o valor inicial da tarifa é de R$ 5,89, chegando a R$ 12,40, segundo a tabela de valores divulgada pela Eixo SP. Este trecho também é usado pelos motoristas que vão para a estância turística de Águas de São Pedro (SP).

Rodovia Hermínio Petrin

Na Rodovia Hermínio Petrin (SP-308), no km 182+250 entre Piracicaba e Charqueada, os valores vão de R$ 5,22 a R$ 11, também segundo a Eixo SP.

Desconto

A concessionária informou que haverá um sistema diferente de cobrança nas praças com desconto progressivo para quem usa o trecho frequentemente ou como rota de trabalho, por exemplo. desconto pode chegar a 80% para quem passa mais de 30 vezes no trecho dentro de um mês. Haverá também um desconto de 5% para todos os motoristas que usam o sistema de cobrança automático (Sem Parar) nos veículos.

Tabela com todos os valores das praças de pedágio

Entenda o desconto progressivo

Segundo informou o G1, o desconto progressivo para quem passa pelo trecho vale apenas para os motoristas que utilizam a cobrança automática e veículos de passeio, de acordo com a concessionária.

O sistema funcionará da seguinte forma: Ao passar pela primeira vez na cobrança automática, o motorista tem um desconto de 5% na tarifa normal do pedágio, e a partir daí, a cada vez que ele passar pelo trecho no mesmo mês, o motorista vai pagar um valor um pouco menor.

redução progressiva ocorre até a 30ª viagem no mesmo mês, até atingir a tarifa mínima determinada para a praça de pedágio. A partir da 31ª viagem, o motorista continua pagando o valor da tarifa mínima, até o fim do mês vigente.

*** Com informações do G1.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também