Comitê de Blitze interrompe festa clandestina com 1.500 pessoas

O Comitê de Blitze do Governo do Estado e da Prefeitura de São Paulo encerrou, na madrugada deste domingo (18), o evento clandestino Festa do Bryan, em Santo Amaro, na zona sul da Capital, onde 1.500 pessoas estavam aglomeradas, a maioria sem máscaras.

Foto: Governo do Estado de SP

Outra festa foi interditada durante a madrugada na Vila Olímpia, na zona oeste de São Paulo, onde mais de 350 pessoas descumpriam as medidas sanitárias na balada Toca do Tatu. No total, 24 estabelecimentos foram inspecionados pela Vigilância Sanitária entre o sábado e a madrugada de domingo, sendo que 9 locais foram autuados.

Desde o começo da pandemia de Covid-19, mais de 541 mil pessoas já morreram da doença no Brasil. No Estado de São Paulo, foram mais de 134 mil vidas perdidas.

Comitê de Blitze

Criado no dia 12 de março, em parceria com a Prefeitura de São Paulo, o Comitê de Blitze tem como objetivo reforçar as fiscalizações e o cumprimento das medidas restritivas da fase emergencial e evitar a propagação do coronavírus.

O Comitê é formado pela Vigilância Sanitária do Estado, Procon-SP e das Polícias Civil e Militar, além da Guarda Civil Metropolitana e da Covisa (Coordenadoria da Vigilância Sanitária) da Prefeitura de São Paulo.

Foto: Governo do Estado de SP
Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também