CASO HENRY | Pai de Monique morre e Justiça nega despedida em cemitério

CASO HENRY | Pai de Monique morre e Justiça nega despedida em cemitério

A Justiça do Rio de Janeiro (RJ), negou hoje (13), o pedido de Monique Medeiros de acompanhar o sepultamento do corpo do pai, morto vítima de Covid-19. Ela está presa acusada de participar da morte do filho, Henry Borel, de quatro anos.

Foto: Arquivo

Segundo a BandNewsTV, na sentença, a Justiça disse que, devido a causa da morte, não permitiria a ida de Monique até o cemitério se despedir do pai, por risco de contaminação.

Além de Monique, o namorado dela, o vereador caçado Jairinho, está preso acusado de ter cometido o crime em decorrência de tortura, conforme o PIRANOT vem noticiando.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também