Segunda dose da vacina contra a Covid é indispensável para evitar complicações graves da doença

Segunda dose da vacina contra a Covid é indispensável para evitar complicações graves da doença

Infectologista explica que a imunização só estará completa com a segunda dose

A vacinação contra a Covid-19 avança entre os grupos prioritários determinados pelo Plano Nacional de Imunização (PNI) e, no momento da aplicação do imunizante, é fornecido um cartão de comprovação, onde consta o prazo para o retorno da segunda dose. A data de retorno depende da vacina aplicada. Esta segunda dose, explica a diretora corporativa de infectologia do Sistema Hapvida, Dra. Silvia Fonseca, é fundamental para completar a imunização.

“A imunização só é completa após duas doses das vacinas hoje disponíveis no Brasil. Só com uma dose, a pessoa pode ter doença grave e até morrer”, alerta a médica.

A possibilidade de infecção após a aplicação da primeira dose ocorre porque o organismo não possui todos os anticorpos necessários para combater o vírus. Mesmo com a segunda dose, Dra. Silvia explica que as vacinas contra a Covid-19 não evitam completamente a infecção, mas diminuem os casos graves e óbitos.

O uso de máscaras, higienização constante das mãos, distanciamento social continuam necessários mesmo após a vacina. A pessoa imunizada pode desenvolver a forma leve da doença, mas pode transmitir o vírus a quem ainda não foi vacinado e este, eventualmente, pode ter complicações.

Além dos cuidados básicos, a orientação é vacinar quando chegar a vez de cada um e, depois, ter atenção à data de retorno para a segunda dose.

Levantamento feito pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo mostra que, até o início de junho, 442 mil pessoas estavam com a segunda dose em atraso, sendo 172 mil relacionados à vacina da Fiocruz e 270 mil do Butantan. Em maio, esse volume chegou a 501,6 mil faltosos.

Sobre o Sistema Hapvida

Com mais de 7,1 milhões de clientes, o Sistema Hapvida hoje se posiciona como um dos maiores sistemas de saúde suplementar do Brasil presente em todas as regiões do país, gerando emprego e renda para a sociedade. Fazem parte do Sistema as operadoras do Grupo São Francisco, RN Saúde, Medical, Grupo São José Saúde, Grupo Promed além da operadora Hapvida e da healthtech Maida. Atua com mais de 37 mil colaboradores diretos envolvidos na operação, mais de 15 mil médicos e mais de 15 mil dentistas. Os números superlativos mostram o sucesso de uma estratégia baseada na gestão direta da operação e nos constantes investimentos: atualmente são 47 hospitais, 201 clínicas médicas, 45 prontos atendimentos, 173 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também