EXPLOSÃO EM RIO CLARO (SP) | Vítima fatal tentou ajudar motorista do caminhão que explodiu

Jovino Rocha de Andrade foi socorrido em estado grave para a Santa Casa de Rio Claro (SP), mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito na madrugada de hoje (01)

O motorista que morreu após a explosão de um caminhão em um posto de combustíveis, em Rio Claro (SP), na noite de ontem (30), foi identificado como Jovino Rocha de Andrade. Ele teve a morte confirmada pela Santa Casa às 04h10 desta quinta-feira (01). Jovino tinha 51 anos e foi uma das duas vítimas socorridas em estado grave.

Foto: Divulgação

Segundo informações, ele morava em Conchal (SP) e mantinha uma transportadora com quatro caminhões. Ele estava no posto no momento do acidente abastecendo dois caminhões para uma viagem ao Rio de Janeiro. Jovino Rocha de Andrade estava acompanhado da esposa grávida, que aguardava em uma caminhonete, e de outro motorista.

“Quando viu o caminhão carregado com produtos químicos chegar ao local com um dos pneus em chamas, Andrade tentou socorrer o motorista. Ele correu para ajudar apagar, quando foi bater na porta do caminhão, deu a explosão”, contou o amigo e funcionário José Antonio de Aquino em entrevista à Rádio CBN São Carlos.

Aquino contou também que mesmo ferido o amigo conseguiu ligar e pedir ajuda. “O vácuo jogou ele debaixo do caminhão. Ele ligou para a esposa do amigo que estava com ele e falou: perdi uma perna, preciso de ajuda. Ela avisou o marido, que chamou o resgate”, disse. “Ele sempre foi prestativo e ajudava as pessoas. Tinha um coração que era maior do que ele. Foi uma enorme tragédia”, lamentou o amigo.

VÍDEO | Veja momentos do resgate e combate às chamas após explosão de caminhão em posto de combustíveis

Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Wagner Romano / PIRANOT
Foto: Divulgação

 

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também